2 de mai de 2013

Um pedido de oração


Recentemente, uma missionária nos visitou no curso bíblico que eu estava fazendo. Ela descreveu como tinha sido encaixotar as coisas de sua casa, despedir-se dos amigos e mudar-se para um país distante. Quando ela e sua família chegaram, foram saudados com um florescente comércio de drogas e rodovias perigosas. A barreira linguística trouxe crises de solidão. Eles contraíram quatro diferentes vírus gástricos. E a sua filha mais velha escapou por um triz da morte, após cair através do balaústre inseguro de uma escada. Eles precisavam de oração.
O apóstolo Paulo vivenciou perigos e dificuldades como missionário. Ele foi preso, naufragou e foi espancado. Não é de admirar que suas cartas contenham pedidos de oração. Ele pediu aos cristãos de Tessalônica para que orassem por sucesso na disseminação do evangelho, que a Palavra de Deus se propagasse e fosse glorificada (2 Tessalonicenses 3:1) e para que Deus o livrasse “dos homens perversos e maus” (v.2). Paulo sabia que precisaria “abrir [sua] boca […] com intrepidez” e declarar o evangelho (Efésios 6:19) — este era outro pedido de oração.
Você conhece pessoas que necessitam de ajuda sobrenatural ao propagarem a boa-nova de Cristo? Lembre-se do apelo de Paulo: “…irmãos, orai por nós…” (2 Tessalonicenses 3:1) e interceda por eles diante do trono do nosso poderoso Deus.
Interceda pelos outros em oração; o trono de Deus é sempre acessível.

Nenhum comentário: