3 de mai de 2013

O caminho certo...


Encontrei uma mulher encantadora, chamada “Mamãe Carla”, que criou cerca de uma dúzia de filhos adotivos. Esses jovens lhe foram designados pelo Poder Judiciário e ela lhes deu um lar com estabilidade, orientação e amor. Ela me contou que, cada vez que uma nova criança chegava, a primeira coisa era explicar as “Regras da Mamãe”. Elas incluíam padrões de comportamento, além de tarefas que forneciam uma ajuda muito necessária na casa e ensinavam responsabilidade a crianças sem muita instrução anterior.
Algumas das crianças podem ter recusado as “Regras da Mamãe”, pensando que elas lhes roubavam a diversão ou o prazer — mas, nada disso poderia estar mais longe da verdade. Aqueles padrões permitiam que a casa ficasse organizada, onde a mãe e as crianças pudessem sentir que a vida era agradável e pacífica.
De maneira semelhante, algumas pessoas consideram os padrões estabelecidos por Deus na Bíblia como obstáculos que nos impedem de desfrutar a vida. Contudo, os limites impostos por Deus nos protegem de nossas piores inclinações e criam reações saudáveis a Ele.
No livro de Efésios 4, por exemplo, Paulo fornece alguma orientação a respeito de como devemos viver. Ao vivermos segundo essas e outras instruções amorosas de Deus, encontramos a proteção e a oportunidade de experimentar a alegria verdadeira e duradoura.
A Palavra de Deus é a bússola que nos mantém no caminho certo.

Nenhum comentário: