31 de mai de 2013

Cristo em tempo integral...

Como a opinião pública pode mudar rápido! Quando Jesus entrou em Jerusalém para a festa da Páscoa, Ele foi aclamado por multidões que desejavam coroá-lo rei (João 12:13). Mas, ao fim da semana, as multidões exigiam que Ele fosse crucificado (19:15).
Reconheço pertencer a essas multidões volúveis. Amo aplaudir um time que está vencendo, mas o meu interesse esfria quando ele começa a perder. Amo fazer parte de um movimento local, novo e empolgante, mas quando essa energia se desloca para outra parte da cidade, estou pronta para deslocar-me. Amo seguir Jesus quando Ele está fazendo o impossível, mas saio de fininho quando Ele espera que eu faça algo difícil. É empolgante seguir Jesus quando o faço como parte da multidão “da onda”. É fácil confiar nele quando Ele derrota os espertos e os poderosos (Mateus 12:10; 22:15-46). Mas quando Ele começa a falar a respeito de sofrimento, sacrifício e morte, eu hesito.
Gosto de pensar que teria seguido Jesus até a cruz — mas, tenho minhas dúvidas. Afinal, se não me posiciono em favor dele em lugares onde isso é seguro, o que me faz pensar que o faria cercada por uma multidão dos Seus opositores?
Sou muito grata por Jesus ter morrido por seguidores inconstantes, assim podemos nos tornar seguidores fiéis.
Cristo merece seguidores em tempo integral.

Nenhum comentário: