17 de set de 2010

Alvos Diferentes...



O jogador de golfe profissional Byron Nelson teve uma temporada inimaginável no ano de 1945. Das 30 competições que participou, obteve 18 surpreendentes vitórias — incluindo 11 seguidas. Se tivesse escolhido, poderia ter continuado sua carreira e talvez se tornado o maior jogador de todos os tempos. Mas esse não era o seu alvo. Seu alvo era ganhar dinheiro suficiente jogando golfe, para comprar uma fazenda e passar o resto de sua vida fazendo aquilo que realmente amava. Por isso, em vez de continuar quando estava no auge de sua carreira, Nelson aposentou-se aos 34 anos para se tornar um fazendeiro. Ele tinha alvos diferentes.

O mundo pode achar essa atitude uma tolice. Na verdade, não compreende os sentimentos de alguém que vê além de tentar ganhar mais riquezas ou fama comparados ao desejo de satisfação e contentamento verdadeiro. Esta atitude se torna verdade quando a nossa escolha é viver para Cristo. Mas é na percepção do mundo, sobre a nossa alegada incapacidade que podemos representar melhor os alvos diferentes de nosso Mestre, para este mundo. Paulo escreveu: “Pelo contrário, Deus escolheu as cousas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as cousas fracas do mundo para envergonhar as fortes” (1 Coríntios 1:27).

Um compromisso de viver de acordo com os valores do reino pode nos estigmatizar como tolos aos olhos do mundo, mas pode trazer honra ao nosso Deus.

Valores essenciais não têm valor a menos que reflitam os valores de Deus.


Carinho e amor

Fernanda.

Fonte:http://ministeriosrbc.org/2010/09/17/alvos-diferentes/

Um comentário:

Danilo Sergio Pallar Lemos disse...

Parabêns pelo seu blog, possuir tanta interatividade e expressividade artistica,inspiradora. Obrigado por estar me seguindo.
www.vivendoteologia.blogspot.com