24 de jan de 2011

Rumo ao céu



Rose Guglielminetti e Gerson Rueda 

O local não importa muito. Mas as pessoas que integram os grupos pequenos esperam com ansiedade pela próxima reunião. Sentados ou em pé, os encontros falam do amor e cuidado de Deus pelos seus filhos. A oração, os louvores e os testemunhos não apenas testificam da grandeza do Senhor, como consolam e dão esperança àqueles que precisam.

“Esta reunião é específica e acontece em um ambiente descontraído, em que a pessoa tem a oportunidade de aprender e esclarecer suas dúvidas, discutir um versículo, ouvir e esclarecer pontos de vista. Proporcionam comunhão e relacionamento de amizade entre as pessoas”, diz Gerson Rueda, membro da Junta lo-al e participante de um grupo há vários anos.

A cada encontro, o grupo se fortalece e torna-se uma “casa, um lugar acolhedor, lugar de refrigério, um oásis no meio do deserto”. Isso ocorre porque são em reuniões como essas que as pessoas pedem orações, compartilham sobre os seus sofrimentos e ganham parceiros de oração.

A dor é dividida.

“Passa a ser uma verdadeira comunidade movida pelo Espírito Santo. O grupo pequeno serve como uma cerca de proteção e acolhimento, pois torna-se uma forma específica de cuidado do rebanho”, argumenta Rueda.

Se por um lado, as reuniões promovem crescimento espiritual para os que já são convertidos, por outro lado, são ótimas oportunidades de evangelismo. Isso porque o ambiente descontraído torna-se um atrativo para que uma pessoa, que não vai a uma igreja por preconceito, vá a uma reunião gostosa  na casa de seu amigo ou vizinho.

E ali ela encontra a mais rica oportunidade de sua vida.

Outra certeza é a de que ninguém sai de uma reunião de GP sem sentir a presença de Deus. Rueda ressalta:“saio dali de algum modo melhor do que entrei, porque aprendi lições de valor”.

Se você  ainda não participa de um grupo pequeno, com certeza, há um grupo de irmãos aí perto do seu trabalho ou de sua casa  que se reúne uma vez por semana para adorar ao Senhor. A igreja Central tem 70 grupos. Inicie o ano de forma diferente.

Una-se a um destes irmãos e cresça no conhecimento de Deus.

Fonte: http://www.nazareno.com.br/site/editorial/2011/01/rumo_ao_ceu
 
Carinho e amor
Fernanda Abreu Ferreira e Fernando Paulo Ferreira.

Nenhum comentário: