18 de out de 2011



Comece de novo todos os dias



E Jesus proclamava às multidões:
“Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará” (Lucas 9:23-24).
Nenhuma das declarações de Jesus recebeu tanta ênfase por parte dos quatro evangelistas (Mateus 10:38,39; 16:24,25; Marcos 8:34,35; Lucas 14:26,27; 17:33; João 12:25). Seguir a Jesus exige sacrifício, e Lucas destaca o aspecto da continuidade, ou seja, dia após dia, haja o que houver. A cruz era um instrumento de tortura e execução do império romano bem conhecido pelos discípulos. Quando Jesus associa o modo como os Seus discípulos deveriam segui-lo, certamente a imagem da cruz era bem clara para eles, e se tornou o ápice da mensagem do evangelho. Uma vida que vale a pena ser vivida é a que Jesus estava oferecendo e ainda oferece, no entanto, para isso Ele exige o abandono da antiga vida, do autocontrole e dos riscos calculados. Não acredito que algum esforço da minha própria vontade possa findar o meu desejo pelos riscos calculados. Estou certo de que Deus fará isso. No entanto, sei que não posso me acomodar e pensar que ocorrerá simplesmente sem fazer nada.
O agir de Deus em minha vida ocorrerá à medida que eu renunciar essa atitude de autocontrole e de preservação do meu estilo de vida, feito diariamente, a cada hora, a cada manhã, pois a cada viração do dia as minhas próprias vontades renascem e tentam retomar o controle. Sei que as minhas falhas serão perdoadas, mas as áreas que resistem à cruz são um empecilho à ação de Deus. Não há transformação de vida se não houver um trabalho contínuo e acumulativo de renúncia e entrega. Eu não posso gerar mudança, mas me torno disponível para o agir do Senhor, pois estou dizendo sim Senhor, estou aqui, estou disponível, vim para segui-lo. Enquanto tiver reservas, dificilmente conseguirei seguir realmente o Senhor. O renomado autor C. S. Lewis disse que: “Essa decisão, deve, ao meu ver, ser retomada a cada dia. Nossa oração matinal deveria ser:Da hodie perfect insiper — rogo que me concedas um novo recomeço sem falhas, já que eu ainda não fiz nada.” Concordo com o dr. Lewis, a minha oração de consagração, abnegação, dedicação, disciplina e absoluta obediência voluntária à Palavra de Deus deve ser constante e diária. Encerro esse devocional com uma conclusão brilhante de um grande pensador cristão, Frederick Buechner:
“Era o costume colocar adesivos em carros vistoriados que diziam: dirija com cuidado. Você pode salvar uma vida: a sua. Isso resume a sabedoria dos homens em uma única frase. Já o que Deus diz é: A vida que você salva é a vida que você perde. Em outras palavras, a vida a que você se agarra, que mantém, guarda e protege, no fim é uma vida que quase ninguém valoriza, nem você; a vida renunciada em nome do amor é a única que vale a pena ser vivida. Para destacar esse ponto, Deus apresenta um homem que abdicou da vida a ponto de morrer como desgraça nacional, sem um tostão no bolso ou alguém que pudesse chamar de amigo. Nos moldes da sabedoria humana, foi um perfeito tolo. E quem pensa poder segui-lo sem se fazer de tolo não está carregando uma cruz, mas uma mentira.”
Fui crucificado com Cristo. Assim já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim (Gálatas 2.19-20).
Que a cada dia seja um novo recomeço para mim e para você, em direção a cruz de Cristo, às intenções do coração de Deus, uma vida que realmente vale a pena ser vivida.
Carinho, Paz e Amor
Fernanda A. Ferreira.
http://ministeriosrbc.org/2011/05/27/comece-de-novo-todos-os-dias/

Nenhum comentário: