12 de jun de 2012

A Incompreensível Escolha de Deus



Terça-feira 12 Junho

Também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor
(Efésios 1:4).

A INCOMPREENSÍVEL ESCOLHA DE DEUS

Deus escolheu os pecadores arrependidos e santificados da era da graça para estarem “diante dEle” na eternidade, ou seja, em Sua presença. Essa é uma das bênçãos inestimáveis que Ele nos concedeu em Cristo, e pela qual O louvaremos eternamente.
Para estar na presença de Deus, o estado moral do homem tem de corresponder ao caráter e natureza do próprio Deus, pois somente o que é moralmente similar a Ele mesmo pode agradá-Lo. Portanto, todos os que foram escolhidos para ocuparem tal posição devem ser “santos e irrepreensíveis”.
Mas o amor de Deus não se satisfaz apenas com isso. Fazer os seres humanos habitarem no mais alto e sublime lugar imaginável para uma criatura, diante dEle sem vergonha ou medo, não é suficiente para o amor divino, que deseja lhes dar uma natureza capaz de apreciar e corresponder aos Seus próprios sentimentos. Por isso fomos escolhidos para sermos “santos e irrepreensíveis diante dele em amor”.
Como Deus pôde escolher pessoas como nós para um tão maravilhoso propósito, antes da fundação do mundo? Nós que éramos pecadores perdidos, inimigos de Deus, mortos em delitos e pecados? A resposta é: Cristo e o que Ele faria por nós, e o que nós seríamos nEle.
Estamos “em Cristo”; O recebemos como nossa vida. Posicionalmente, portanto, estamos diante de Deus em um estado de perfeição e desfrutamos de Seu favor. O fato dEle ter nos escolhido não se relaciona em nada com nosso caráter anterior, nem com o que fizemos de “bom” ou mau. Foi, e é, por Seu incompreensível amor!

Carinho e Amor
Fernanda A. Ferreira

Nenhum comentário: