3 de set de 2013

Sem interesse na religião.

Uma propaganda de uma igreja no rádio me chamou a atenção: “Por já ter ouvido sobre o cristianismo, talvez não tenha interesse pela religião. Bom, você pode se surpreender — Jesus também não tinha interesse pela religião. Mas Ele apreciava relacionamentos e ensinar-nos a amar uns aos outros.” Ela continuou: “Você pode não gostar de tudo em nossa igreja, mas oferecemos um relacionamento autêntico, e estamos aprendendo a amar a Deus e uns aos outros. Você é bem-vindo para nos visitar.”
Esta igreja pode ter exagerado em detalhes sobre Jesus e religião porque a Bíblia fala da “religião pura” no livro de Tiago 1:17 como ações úteis aos outros. Mas Jesus teve dificuldades com pessoas religiosas em Seus dias. Ele disse que os fariseus, guiados por leis e tradições, não pelo amor ao Senhor, pareciam “…justos aos homens, mas, por dentro, [estavam] cheios de hipocrisia e de iniquidade” (Mateus 23:28). Eles não tinham o amor de Deus em seus corações (João 5:42). Jesus queria relacionar-se com eles, mas eles não queriam “…vir [a Ele]…” (v.40).
Se ser “religioso” significa seguir um conjunto de regras para parecermos bons — em vez de desfrutar de um relacionamento com o Salvador — Jesus não está interessado. Ele oferece perdão e amor a todos que desejam um relacionamento pessoal com Ele.
Há um anseio em cada coração que apenas Jesus pode satisfazer.

Nenhum comentário: