18 de ago de 2011

18 de agosto de 2011




Promessas

Julie Ackerman Link
2 Crônicas 6:1-11
Porque quantas são as promessas de Deus, tantas têm nele o sim; porquanto também por ele é o amém para glória de Deus… —2 Coríntios 1:20
Salmos 100–102
1 Coríntios 1
Após uma crise financeira global, o governo dos Estados Unidos decretou leis mais severas para proteger as pessoas contra práticas bancárias duvidosas. Os bancos precisaram mudar algumas de suas diretrizes para sujeitar-se. Para me comunicar tais mudanças, meu banco enviou-me uma carta. Quando cheguei ao final da leitura, tinha mais dúvidas do que certezas. O uso de expressões como “talvez nós” e “em nosso critério” certamente não pareciam com qualquer coisa da qual eu pudesse depender!
Em contraste, no Antigo Testamento Deus diz inúmeras vezes “Eu farei”. Ele promete a Davi: “Farei levantar depois de ti o teu descendente, que procederá de ti, e estabelecerei o seu reino. Este edificará uma casa ao meu nome, e eu estabelecerei para sempre o trono do seu reino” (2 Samuel 7:12-13). Nenhuma incerteza nessas palavras. Reconhecendo a fidelidade de Deus às Suas promessas, o rei Salomão diz em sua oração de dedicação do templo: “…que cumpriste para com teu servo Davi, meu pai, o que lhe prometeste; pessoalmente o disseste e, pelo teu poder, o cumpriste” (2 Crônicas 6:15). Séculos mais tarde, o apóstolo Paulo disse que todas as promessas de Deus “…têm nele [Cristo] o sim” (2 Coríntios 1:20).
Neste mundo de incertezas, nossa confiança está num Deus fiel que sempre manterá Suas promessas.
A fé reconhece que Deus sempre cumpre o que promete

Carinho e Amor
Fernanda

Nenhum comentário: