31 de jul de 2011




Logo que voltou de uma de suas primeiras viagens a Budapeste, o Irmão André recebeu uma carta de um cristão que dizia: “A Igreja em Budapeste foi grandemente fortalecida pela sua prova mais que palpável de preocupação com seus membros. Esperamos que você volte outras vezes e que mais irmãos sigam seus passos”.
Milhares de cristãos ao longo dessas últimas seis décadas têm cumprido essa palavra e viajado até os lugares onde nossos irmãos estão. Todos os anos diversos parceiros da Portas Abertas no mundo todo vão ao campo para distribuir Bíblias e literatura cristã, participar de treinamentos e atuar no ministério de presença, que possui três princípios essenciais: ouvir, encorajar e orar pelos cristãos perseguidos pessoalmente.
E no Brasil?
O Brasil também faz parte desta história! Desde o início da Missão Portas Abertas, cristãos brasileiros têm ido ao campo para ajudar os irmãos perseguidos, mas agora foi criado um ministério com o intuito de aumentar e facilitar esses encontros com a Igreja Perseguida.
O nome escolhido pelos próprios parceiros da Missão Portas Abertas em 2010 através de uma enquete foi: Sem Fronteiras. O logo apresentado na parte superior da página também foi aprovado pelos parceiros em um evento que marcou o pré-lançamento do ministério.
Veja que bênção: em 2009, 14 cristãos brasileiros viajaram para diversos países da Igreja Perseguida (Cuba, Vietnã, Colômbia, Israel, Índia e Bangladesh) e, em 2010, um total de 24 cristãos brasileiros partiram do Brasil para países onde nossos irmãos sofrem todos os dias por amor a Cristo (Nigéria, Colômbia, Israel, Egito e China).
No dia 15 de janeiro de 2011, em um grande evento realizado na sede da organização, foi lançado oficialmente o Sem Fronteiras, o ministério de viagens da Missão Portas Abertas, e o primeiro grupo de seis parceiros partiu para a Colômbia para ter experiências inesquecíveis.
Você pode fazer parte desta história! Não existem fronteiras para cumprir a Palavra de Deus.

Carinho e Amor
Fernanda P.A. Ferreira
Fonte: Portas Abertas.

Nenhum comentário: