30 de ago de 2010

Linguagem Comum



Durante a viagem missionária de primavera para ministrar na Jamaica, os alunos do colegial visitaram um lar para adolescentes problemáticos que haviam infringido a lei ou cujas famílias não podiam controlá-los.

Essa não era uma situação confortável para os garotos de qualquer das duas culturas. O que diriam? Como iriam se comunicar?

Não levou muito tempo para que ficássemos sabendo. Minutos depois de chegarem, começou um jogo de futebol em que alguns dos estudantes americanos jogaram com alguns adolescentes jamaicanos em animada competição.

O jogo de futebol foi um maravilhoso quebra-gelo, pois os garotos foram chutando bola, e conheceram-se uns ao outros. Após o jogo, a conversação ficou mais fácil, e as amizades foram surgindo mais facilmente, por terem um interesse em comum.

Em Atos 17, o apóstolo Paulo demonstrou como atravessar barreiras e estabelecer diálogos. Ele falou com os habitantes de Atenas sobre algo de interesse comum — adoração. De maneira semelhante, podemos usar os esportes para falar com um colega no trabalho, ou uma conversa no jardim, para falar com um vizinho. As possibilidades são intermináveis.

Para alcançar pessoas que necessitam ouvir a respeito do amor de Deus, procure uma linguagem comum — e observe como as barreiras caem.

O amor de Deus pode derrubar barreiras.

Carinho e amor

Fernanda

Fonte:http://ministeriosrbc.org/2010/08/30/linguagem-comum/

29 de ago de 2010

Egito

Brasileiro é preso no Egito por transportar Bíblias e folhetos evangélicos|

Um guia turístico brasileiro está detido no Cairo, capital do Egito, sob a acusação de promover atividades religiosas, o que é proibido pelas leis locais.

Segundo a assessoria de imprensa do Ministério das Relações Exteriores, o homem, que vive no Egito, foi detido com outras duas brasileiras, que já foram liberadas.

A namorada do brasileiro, que vive no Maranhão, disse ao Jornal Hoje que ele ia visitar as pirâmides e foi detido por policiais que encontraram as bíblias e folhetos evangélicos no carro em que ele viajava.

De acordo com o Itamaraty, a embaixada do Brasil no Egito está tomando providências para que o brasileiro seja liberado.

Fonte: Gospel Prime

Carinho e amor

Fernanda P A Ferreira

25 de ago de 2010

Marcos 11:15-33


Marcos 11:15-33

O Senhor purifica o templo que Ele havia inspecionado no dia anterior. O zelo pela casa de Seu Deus consome o perfeito Servo (João 2:17).

"Em vindo a tarde", Ele deixa a cidade corrompida, porém retorna no dia seguinte, passando em frente da figueira ressecada. Ao responder à observação de Pedro, o Senhor Jesus não dá ênfase ao Seu próprio poder, antes dirige os pensamentos dos discípulos a Deus. É como se Ele lhes dissesse: "Aquele (Deus) que me respondeu está também disposto a atender às vossas orações e a remover todo obstáculo de vosso caminho, mesmo que este seja tão alto como uma montanha". Ter fé em Deus não significa esforçar-nos para crer na realização de nossos desejos; mas é simplesmente contar com Deus, com Aquele que conhecemos, que é fiel e que nos ama. Mas há uma situação na qual Deus certamente não poderá nos responder: É quando temos "alguma cousa contra alguém". Isto é uma intransponível montanha no caminho de nossas relações com Ele. É um empecilho que deve ser removido imediatamente, a fim de que a nossa relação com Deus e com nossos irmãos possa ser restabelecida, e para que os "caminhos" do coração voltem a ser "aplanados", como diz o Salmo 84:5.

Com o versículo 27, começam os últimos discursos do Senhor, no curso das quais Ele envergonha, um após o outro, a todos os Seus adversários.

Carinho e amor

Fernanda.

Meditando...


25 de Agosto

"Pois o Senhor executará sua sentença sobre a terra, e apressará o fim das suas tentativas de recuperá-la, interrompendo-as merecidamente." Romanos 9.28, ABV

Já ingressamos neste período de iminente prestação de contas. Podemos constatar por nós mesmos, pois não passa um dia em que não haja catástrofes de qualquer natureza. Por quê? Porque na sua presunção o homem virou sua lança contra Deus. Quase em toda parte encontramos hoje uma degeneração, uma inversão de todos os valores, seja na música, na arte ou na moral. A fé em Jesus Cristo é esvaziada e enchida com vida própria. Tudo isso ainda se intensificará – até à repentina vinda do Senhor. Quando lemos o último livro da Bíblia, vemos nitidamente que não está distante o tempo em que o Senhor se revelará pessoalmente, e isso diante dos olhos de todo o mundo: "Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá." O mundo não terá mais tempo para pensar. Vemos isso todos os dias. Você que busca valores passageiros, que compara sua situação financeira e seu salário com o mundo ao redor, ouça-me: desvie seu olhar do mundo e erga outra vez seus olhos conscientemente para Jesus. Tome essa decisão agora e você ouvirá o Senhor lhe chamando como se fosse a primeira vez: "Segue-me."

Extraído do livro "Pérolas Diárias" (de Wim Malgo)

Carinho e amor.

Fernanda..

24 de ago de 2010

Falsas Igrejas.......





Falsas igrejas, falsos profetas, cade o puro evangelho que liberta, transforma e converte vidas?

O fenômeno evangélico no Brasil adquiriu uma caricatura. O Evangelho de Jesus Cristo ficou em segundo plano em nome de "uma nova visão". Ser cristão evangélico no Brasil implica uma identidade difusa:

1) ser "crente" se resume basicamente à magia religiosa, exercitada em auditórios onde se promete cura e proteção, sucesso financeiro e soluções imediatas para problemas e conflitos;

2) O discipulado de Jesus foi substituído pela venda de soluções fáceis;

3) A vida comunitária foi substituída pela metodologia empresarial como recurso de expansão;

4) A celebração da fé foi substituída por rituais grotescos, numa mistura de superstição, feitiçaria gospel e macumba evangélica;

5) Pastores foram substituídos por gurus, apóstolos e outros heróis, mais ocupados em comandar um grande exército que em conduzir pessoas à intimidade com Deus;

6) A Bíblia foi substituída por uma teologia popular, com discursos extraídos das falas dos líderes carismáticos, na qual o sentido original da bíblia é deturpado e diluído de boca em boca, até chegar ao último da fila como sal que para nada mais presta;

7) O engajamento no Reino de Deus foi substituído pela adesão ao "ministério do fulano", a "cobertura do sicrano" e à "visão do beltrano";

8) A cruz, como símbolo maior do cristianismo, foi substituída por bonés, adesivos e camisetas com estampas da comunidade A, ministério B e apóstolo C.

Enfim, parece mesmo que "outro evangelho" está sendo anunciado, e por ser outro deve ser anátema (maldito)

Carinho e amor
Fernanda Abreu Ferreira.

23 de ago de 2010

Ônibus amigo do meio ambiente

Objetivos

A realização do projeto Ônibus Amigo do Meio Ambiente tem como objetivo promover a educação ambiental dos visitantes da exposição 100 Anos do Ônibus no Brasil, contribuindo assim para a conscientização da sociedade sobre a importância da conservação do meio ambiente e como objetivos específicos:

a) mostrar que o setor de transporte rodoviário de passageiros preocupa-se com a conservação do meio ambiente;

b) mostrar a importância dos transportes públicos coletivos para a conservação do meio ambiente a fim de recuperar a imagem dos ônibus perante a sociedade;

c) ampliar o uso dos transportes públicos coletivos, mostrando para sociedade a importância da substituição do transporte individual por automóveis e motocicletas para melhoria do meio ambiente da mobilidade urbana;

d) disseminar informações que possam orientar a sociedade sobre boas práticas ambientais, especialmente as relacionadas ao transporte;

e) divulgar o Programa Ambiental do Transporte – DESPOLUIR para a sociedade, visando dar visibilidade às ações propostas no âmbito do Programa.

Público alvo

A Exposição deverá receber cerca de 7 mil visitantes e terá como público alvo estudantes, turistas, empresários, trabalhadores e a sociedade.

Estruturação Básica

O projeto Ônibus Amigo do Meio Ambiente será realizado durante a exposição 100 Anos do Ônibus no Brasil.

A mostra reunirá mais de duas mil peças em miniatura que contarão a história do transporte, desde a invenção da roda até os tempos atuais. Acontecerá na Ala Cultural do Edifício CNT, em Brasília, e estará aberta ao público geral entre os dias 19 de agosto e 16 de outubro, de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas.

Após a visitação da Exposição os visitantes assistirão o vídeo Ônibus Amigo do Meio Ambiente, verão uma aferição prática de emissões veiculares e, ao final, receberão cartilhas do DESPOLUIR que tratam de temas ligados ao meio ambiente.

http://www.cntdespoluir.org.br/lists/contedos/dispform.aspx?ID=923

Carinho e amor.
Fernanda.

Tempo tão precioso...


23 de Agosto

"...Remindo o tempo." Efésios 5.16

Sempre devemos nos lembrar de que o tempo é uma preciosa dádiva de Deus. Ele nos deu o tempo para que o usemos, e o usemos bem. Em outras palavras: Ele nos deu o tempo para que transformemos os minutos, horas e dias em valores eternos. Se não fizermos isso e perdermos nosso tempo precioso, estaremos desprezando uma grande dádiva de Deus. Devemos nos conscientizar de que o tempo perdido não volta nunca mais. Cada minuto que passa se foi definitivamente; ele não voltará mais nem em toda a eternidade! Por meio do tempo que nos foi dado, temos a possibilidade de trabalhar para Deus. Pois todos os filhos de Deus são Seus colaboradores, cada um no lugar em que Deus o colocou.

Nenhuma pessoa sobre a terra transformou tanto o tempo em valores eternos como nosso Senhor Jesus. João diz no Evangelho: "Há, porém, ainda muitas outras cousas que Jesus fez. Se todas elas fossem relatadas uma por uma, creio eu que nem no mundo inteiro caberiam os livros que seriam escritos". O tempo é curto e a causa do Rei tem pressa! Por isso seja fiel na administração e no uso da quantia limitada de tempo que lhe foi confiada. Então um dia você ouvirá: "Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei: entra no gozo do teu Senhor."

Extraído do livro "Pérolas Diárias" (de Wim Malgo)

Carinho e amor

Fernanda P Abreu Ferreira.

22 de ago de 2010

"Nós estamos prontos para sofrer e morrer por Cristo"




IRÃ (2º) - “Estudava na universidade, tinha meu próprio apartamento e não viviam mais com meus pais. Para muitos jovens, isto soa ótimo, mas eu era muito sozinho, sentia falta da minha família. Deprimida, chorava todos os dias por horas, sem saber o porquê. Então minha mãe veio a Europa visitar um tio, mas veio como outra pessoa. Minha mãe não dizia muito a respeito da viagem, mas eu vi paz nela e que era exatamente o que eu estava procurando”, compartilha Mary, uma cristã secreta iraniana, que participou do treinamento de discipulado com o marido, Hamy.

E a paz entrou no coração de Mary: “Minha mãe disse para eu entregar meu coração a Jesus. Ela disse que ele me daria paz. Eu decidi orar a Deus e consegui um Novo Testamento. Aparentemente as coisas mudaram imediatamente em minha vida. Por exemplo, eu usava remédios para dormir a anos. Mas após ler o Novo Testamento, eu coloquei os remédios debaixo do meu travesseiro e a partir daí senti sono sem eles. Foi um milagre e eu agradeço a Deus por isso.”

Mary era muito sensível sobre muitas coisas em sua vida; pequenas coisas já a machucavam. “Nunca tinha assistido ao filme de Jesus antes, mas uma vez tive um sonho, onde uma parte desse filme me veio a mente. Via um rio e pessoas com roupas de épocas antigas. No rio Jesus se levantou e disse-me para vir ser batizado. Percebi que tinha de fazer algo, e não somente ler a Bíblia. No mesma época minha mãe veio novamente a Europa para fazer seminário. Quando ela veio em casa começou a me ensinar mais e mais sobre a Bíblia.”

Marry

Ela também tinha um namorado e pensava em casar. “Mas meus pais não queriam que me casassem com ele, e eu mesma não tinha certeza disso. Decidi romper com ele. Voltei para casa e comecei a ter contatos com cristão, e comecei a estudar a Bíblia.” Então Mary recebeu um telefonema de um parente da Península Arábica: “Minha tia de lá teria um bebê e me pediu para ajudá-la nos primeiros seis meses. Eu não sabia, mas seria um momento difícil. Minha tia e o esposo tiveram problemas e eu estava no meio. Deus me disse que seria um tempo de treinamento para mim. O casal fez um monte de problemas para mim e eu tive de ter paciência. Após um tempo, o casal descobriu que me causaram muitos problemas e se desculparam. Eles viram em mim algo que queria ter muito. Então, eu contei meu segredo e eles vieram para Cristo.”

No total, Mary esteve lá por 1 ano. Infelizmente, ela não teve possibilidade de ter contato com uma igreja ou cristãos, mas experimentou que o contato com Deus foi muito forte. Após seu tempo na península, Mary teve de voltar para o Irã. “Eu perguntei a Deus se então eu pudesse encontrar um marido lá. E sim, alguns meses depois eu conheci Hamy, e estamos casados já há algum tempo, e juntos temos um grupo familiar. Louvado seja o Senhor !”

Hamy

Hamy nasceu em uma forte família islâmica. “Meu pai ensinou-me todos as regras do islã e eu fui um bom muçulmano, até na universidade. Eu era de uma cidade do sul do Irã e fui estudar no norte, muito longe de casa e isso me proporcionou oportunidades interessantes.” Hamy tinha medo de ler outros livros religiosos que não fossem o Alcorão, mas os estudantes disseram que ele não precisava temer ler outra coisa; como um ser humano você deve saber mais. Então Hamy começou a ler mais coisas não-islâmicas, e tentou se tornar músico, já que tocava muito bem violão clássico. Por muitos anos se concentrou em música e tentou ficar em paz com isso. “Eu era muito bom em música, e tentava manter contato com Deus por meio disso, mas não encontrava paz. Percebi também que o Islã não pode ajudar com as inquietações do coração. Eu contei aos meus pais e perguntei porque rezar.”

Mas as coisas começaram a mudar na vida de Hamy: “Eu tinha um tio na Europa que tinha se tornado cristão. Antes de sua conversão ele não era uma boa pessoa, mas após, se tornou muito melhor. Ele sempre telefonava para meus pais e falava para se tornarem cristãos. Na verdade, eles não gostavam disso, mas eu estava interessado. Achei o telefone do meu tio e liguei perguntando sobre o que ele queria dizer com aquilo. Meu tio explicou-me que eu poderia pedir imediatamente a Deus que entrasse em minha vida; ali mesmo, no telefone. E na verdade, eu fiz...”

Então Hamy necessitava de um discipulado e não havia ninguém ali capaz de instrui-lo biblicamente; ele apenas podia assistir TV. “Então encontrei treinamento e por mais de um ano, nunca tive um contato com cristãos. Liguei para a estação de rádio e contei que não havia ninguém para ter contato comigo. Eles me disseram que arranjariam um contato para mim. Também disse não ter contato com nenhuma igreja. A estação trouxe-me um contato com um casal e pela primeira vez, tive contato com cristãos. Ainda tive contato com grupos familiares e ali recebi um bom ensino.”

Evangelismo

Hamy começou a compartilhar o pouco que sabia da fé cristã com outros e já 8 amigos, além de sua mãe, vieram a Cristo. “Aquilo foi milagre e eu não entendia o que estava acontecendo. Meu pai tornou as coisas difíceis para mim. Disse para não falar mais disso a ninguém, nem assistir a TV, mas como eu poderia fazer isso? Estou cheio do Senhor Jesus Cristo e preciso evangelizar outras pessoas. Ore ao Senhor para que me capacite e proteja-me.” Hamy não gosta do seu país por conta da sua situação e sistema, mas ama as pessoas. Seu tio pediu diversas vezes para que fosse para a Europa, mas quando ele pensa no seu povo, desiste de deixar seu país. “Estou realmente pronto para morrer por Deus, e isto não se trata de uma reação emocional.”


Tradução: Carla Priscilla Silva

Fonte: Portas Abertas

20 de ago de 2010

Extremismo


Extremismo por trás de ataques a igrejas indonesianas

INDONÉSIA (48º) - O país que é lar da maior população muçulmana do mundo celebrou na última quarta, o 65º dia da independencia em meio a um sentimento generalizado de desconfiança na capacidade do governo em verificar ataques de grupos islâmicos contra igrejas.

Organizações muçulmanas e islamicas, budistas e hindus uniram-se a centenas de cristãos para um culto ecumênico perto da praça do monumento nacional em Jacarta para protestar sobre um “governo inativo” pelos ataques a cristãos e “fechamento forçado das igrejas,” segundo o jornal, the jakarta globe. Eles planejaram manter o serviço fora do Palácio do Estado, mas o governo proibiu devido aos preparativos para as celebrações do dia da independência, o jornal relata.

“Porque o presidente [Susilo Babang] Yudhoyono levou tantos dias para se pronunciar contra os ataques ?”, diz o rev. Dr. Sae Nababan, presidente do conselho mundial de igrejas da Asia, a Compass. “ Tanto descuidado pode ser perigoso à nossa democracia. Funcionários públicos não podem esquecer que são responsáveis perante as pessoas.”

Nababan estava se referindo ao apelo do presidente Yudhoyono para a harmonia religiosa um dia antes do longo mês islâmico de jejum, o ramadã, começar na quarta (11 de agosto). De acordo com o jornal, foi o primeiro “comentário público”endereçado “à uma recente onda de violência contra minorias religiosas.”

A declaração do presidente veio após o quinto ataque à igreja cristã protestante filadélfia Batak, em Bekasi, um subúrbio de Jacarta, em 8 de agosto.

Mais de 300 membros do fórum de extremistas islâmicos (FUI) e a frontaria dos defensores islâmicos (FPI) romperam a barricada formada por policiais e feriram pelo menos uma dúzia de pessoas durante o culto aberto de domingo. A igreja tem enfrentado ataques desde novembro de 2000, quando construíam o prédio.


Carinho e amor
Fernanda.

Fonte: Portas Abertas.

19 de ago de 2010

Sem Cristo não podemos ficar.




De acordo com o grupo de pesquisa cristã, as razões mais comuns para deixar o Cristianismo são as experiências de vida. Nos EUA, cristianismo vive uma crise.

Estes incluem aqueles que deixaram a tradição protestante ou católica, de quando eles eram criança e que agora relatam serem ateus, agnósticos ou pertencentes à alguma outra fé, de acordo com o Grupo Barna.

Enquanto isso, aqueles que mudaram de uma fé não cristã ou de uma não-crença (a partir de sua infância) ao Cristianismo enquanto adulto, representam três por cento da população norte-americana.

Os resultados são baseados em entrevistas telefônicas provenientes de uma amostra aleatória de 2.004 adultos nos Estados Unidos. As entrevistas foram realizadas no outono de 2008 e verão de 2009. Os participantes foram solicitados a identificarem a sua fé da infância e sua fidelidade à fé atual.

A segunda pesquisa perguntou aos entrevistados se eles já tinham "mudado para uma fé diferente, ou alteraram significativamente suas visões de fé" ou se eles tinham "a mesma fé hoje como quando eram criança."

De acordo com o grupo de pesquisa cristã, as razões mais comuns para deixar o Cristianismo são as experiências de vida, tais como a obtenção de novos conhecimentos ou educação; sentir-se desiludido com a Igreja e a religião; sentir a Igreja ser hipócrita, ter experiências negativas nas Igrejas; estar em desacordo com o Cristianismo sobre questões específicas, como a homossexualidade, o aborto ou controle de natalidade, sentir que a Igreja é muito autoritária, querer expressar a sua fé fora da Igreja, e ir à procura de uma nova fé ou querer experimentar outras religiões.

As motivações principais para tornar-se um Cristão, entretanto, estavam em passar por eventos de vida difíceis; envelhecer e ver a vida de forma diferente; querer contato com uma Igreja e crescer espiritualmente; descobrir a Cristo, ou querer saber o que está na Bíblia.

A idade média em que os inquiridos mudaram de fé era aos 22 anos. Sessenta e oito por cento dos entrevistados tiveram uma mudança grande fé antes da idade de 30 anos.

Kinnaman David, presidente do Barna Group e diretor da pesquisa, ressaltou a importância de "manter-se em sintonia com as questões das pessoas e dúvidas."

"O Clero é tipicamente mais velho do que aqueles que atravessam sérias questões sobre sua fé e são menos prováveis de terem tido experimentado, pessoalmente, um período de re-orientação da própria fé,"observou ele. "Além do mais, nem todas as pessoas passam por uma crise de fé, por isso as pessoas que estão passando por transições espirituais muitas vezes passam despercebidas."

Globalmente, o Grupo Barna, situado em Ventura, Califórnia concluiu que menos de um quarto (23 por cento) dos inquiridos é ligado às tradições de fé - incluindo aquele que alternou entre o Catolicismo e o Protestantismo, mas não incluindo aqueles que mudaram de uma denominação protestante para outra.

Doze por cento dos adultos mudaram de filiação dentro da tradição protestante.

"O estudo destaca que a lealdade espiritual da infância é muito sustentável em nossa sociedade." disse Kinnaman. "[A] jornada de fé mais comum que as pessoas fazem é formar compromissos espirituais enquanto crianças e adolescentes que geralmente duram o tempo da sua vida."

Fonte: Christian Post

Carinho e amor
Fernanda

18 de ago de 2010

Oração...



Deus tem um propósito a realizar, mas ele precisa que o homem esteja disposto a orar, para que se estabeleça Sua vontade aqui na Terra, está é a função da oração, preparar um caminho para que Deus realize Sua vontade, assim como uma locomotiva necessita dos trilhos para andar, Deus necessita da oração do homem para levar adiante Sua vontade, sendo assim o homem deve fazer com que sua vontade seja unida com a vontade de Deus para que se estabeleçam seus designos, como podemos ver em 1 Jo 5:14-15 "E esta é a confiança que temos para com ele, que, se pedirmos alguma cousa segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que ele nos ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de que obtemos os pedidos que lhe temos feito.", a oração tem como objetivo que nós venhamos a fazer com que a vontade de Deus se estabeleça aqui na terra, desta forma, devemos conhecer melhor a vontade de Deus, para que nossas orações sejam agradáveis a Deus e nossos propósitos sejam cumpridos.

Deus abençõe a todos.

Fonte:http://www.estudobiblico.com.br/

7 de ago de 2010

Jovem cristã é batizada em conferência da Portas Abertas






ORIENTE MÉDIO - Após três anos de espera, Negin finalmente foi batizada.

“Meus pais se divorciaram há muitos anos. Minha mãe quis o divórcio, e isso foi um choque para o meu pai. Ele tentou se matar, mas não conseguiu e ficou paralisado. Isso não mudou a situação, então meus pais se divorciaram e começaram a viver separados. Meu pai foi viver com meus avós, e faleceu há um ano. Eu nunca pude visitá-lo, e me sinto triste por causa disso”, compartilha Negin, uma cristã secreta que participou de um treinamento da Portas Abertas Internacional.

Alguns anos após seu divórcio, a mãe de Negin se casou com um homem chamado Reza. Em casamentos como esse, o homem não é obrigado a aceitar os filhos do marido anterior. Normalmente, os filhos têm que sair de casa porque o novo marido não os aceita, já que não são seu próprio sangue. Então, as crianças vão morar com parentes ou são enviados para orfanatos. Negin falou com Reza sobre isso, e ele aceitou as crianças em sua casa; aparentemente, isso não foi de coração, pois Negin começou a ter problemas em casa.

Negin ficou morando alguns anos com sua mãe e seu padrasto, e sua mãe nada fez para resolver os problemas entre Negin e Reza. A mãe tinha a escolha: interferir e escolher entre sua filha ou seu marido. Ou ficar fora do conflito e não tomar nenhuma atitude. Ela escolheu a segunda opção.

Então, Negin foi desafiada a tomar as decisões por ela mesma. A mãe tinha problemas com o marido por causa dela. Negin decidiu sair de casa e começar uma nova vida. Pelo menos seria bom para sua mãe viver sem ela em casa. Agora, Negin mora com seus avós por parte de pai.

Quando Negin está na cidade de sua mãe, ela a acompanha a uma igreja, pois no vilarejo em que mora não há nenhuma igreja, célula ou grupo cristão que ela conheça. Felizmente, um dos líderes da igreja de sua mãe a convidou para participar de uma conferência, e foi uma benção para Negin. “Estou muito feliz por estar na conferência, pois estou conhecendo outros cristãos e recebendo treinamento bíblico. Eu posso assistir os programas cristãos pela TV por satélite, mas só quando meus avós estão dormindo. Eles não sabem que sou cristã, apesar de minha Bíblia ficar à vista. Meus avós são analfabetos, então eles não entendem o que está escrito no livro.

A conferência ficou ainda mais especial para Negin, pois ela foi batizada. “Eu estava entre as pessoas que foram batizadas durante a conferência. Esperava por isso já há muito tempo, e fiquei muito feliz por ter sido em um momento tão especial e em circunstâncias maravilhosas. Muito obrigada, Senhor, por prover essa oportunidade e esse treinamento!”

3 de ago de 2010

Igreja Evangélica Luterana dá boas vindas a pastores gays




A Igreja Evangélica Luterana da América (ELCA) recebeu diversos pastores homossexuais em cerimônia no domingo (25). A confraternização em São Francisco foi a primeira de uma série que vai acontecer em diversos pontos dos EUA.

Em agosto a Igreja votou pela liberação de pastores gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros. Os pastores devem manter relacionamentos estáveis e não precisam ser celibatários. No domingo, sete desses novos pastores foram recebidos em uma cerimônia especial na Catedral de S. Mark, em São Fancisco, Califórnia.

Os reverendos John Fryckman e James DeLange, ambos heterossexuais, foram pioneiros na luta pela modificação das regras da igreja. Dois dos novos pastores assumidamente gays já serviam na igreja de São Francisco sob os cuidados deles. Eles consideraram a cerimônia de domingo uma vitória.

No Brasil a ELCA não tem nenhum representante. A Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) mantém um tipo de parceria e intercâmbio com a ECLA, mas não se pronunciou oficialmente sobre o ministério de homossexuais. O Pastor Victor Linn falou conosco por telefone e explicou que cada “vertente” da Igreja Evangélica Luterana tem uma prática individual, e que a IECLB tem diversos documentos que discutem a questão, mas que nenhum deles é conclusivo.

No começo de julho, líderes da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos também votaram a favor de mudanças em sua política. Ainda não é uma decisão confirmada, pois tem que passar pelo crivo de delegados regionais, mas as chances são grandes. Caso seja aprovada, a Presbyterian Church seria a maior vertente cristã nos EUA a admitirem clérigos homossexuais.

fonte: http://www.noticiasgospel.com/2010/07/igreja-evangelica-luterana-da-boas-vindas-a-pastores-gays/