29 de nov de 2010

A ORAÇÃO E A VONTADE DE DEUS






“Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito” (João 15:7).

VERDADE PRÁTICA: A Bíblia nos garante que a oração realizada de acordo com a vontade de Deus será atendida.

LEITURA BÍBLICA:João 14:13-17; 15:7; 1 João 5:14,15.

REFLEXÃO: “O Espírito nos guia ajudando-nos a entender as diretrizes bíblicas, dentro das quais devemos nos manter, as metas bíblicas que devemos mirar e os modelos bíblicos que devemos imitar, bem como os exemplos que cevemos tomar por advertência.” (James Packer)

INTRODUÇÃO

Todo Crente deseja ter uma vida de oração eficaz, ou seja, de súplicas atendidas pelo Senhor. Contudo, muitos não tem sido eficientes nesse assunto por desconhecerem completamente a vontade de Deus para os homens em geral e para sua própria vida. Nesta lição, você aprenderá que conhecer o Senhor e, por conseguinte, a vontade dEle para o seu viver, é imprescindível para obter respostas aos seus clamores.

I – A ORAÇÃO E A VONTADE DE DEUS

1. O caráter de Deus. É fundamental que o suplicante conheça profundamente a quem ele dirige suas orações, a fim de que possa ser atendido. A Bíblia nos revela que Deus é amor, misericórdia, longanimidade, bondade e justiça. Portanto, o conhecimento de tais atributos divinos é imprescindível para orarmos a Deus com entendimento e sermos respondidos em nossas súplicas. Quanto mais conhecermos a Deus, melhor compreenderemos, aceitaremos e identificaremos a sua vontade para nós.
2. A vontade de Deus e as Sagradas Escrituras. Jesus declarou que as orações de seus discípulos seriam atendidas se eles guardassem e praticassem a sua palavra (João 15:7; 1 João 3:22). A vontade geral de Deus está expressa na Bíblia, portanto, é indispensável que manejemos bem a Palavra da Verdade, a fim de sabermos como orar de acordo com a vontade dEle. Muitas vezes não é necessário perguntar se algo é da vontade do Senhor, porque as Escrituras explicitam claramente que tal pedido está completamente fora dos propósitos divinos para seus filhos. Tiago e João tiveram essa experiência, quando insensatamente pediram algo a Jesus Cristo em conflito com sua natureza e vontade, e foram repreendidos pelo Senhor (Lucas 9:54-56).
3. A vontade de Deus para cada indivíduo. Outro fator que deve ser considerado ao dirigirmos nossos pedidos a Deus é a sua soberana vontade para cada um de nós. Para descobri-la, é necessário que o servo de Deus cultive uma vida de intima comunhão com Deus. À medida que conhecemos o Senhor, sua vontade vai se tornando mais evidente para nós. Além disso, um crente fiel que busca agradar ao Senhor através de uma vida santa e dedicada ao seu Reino, naturalmente desfrutará da vontade de Deus, pois é impossível que alguém possa ser tão íntimo dEle e estar fora da sua vontade. A resposta divina às nossas orações está profundamente relacionada à sua vontade para os seus filhos, como veremos no tópico a seguir.

II – ORAÇÕES NÃO RESPONDIDAS POR DEUS

1. Orações Egoístas (Tiago 4:3). O apóstolo Tiago afirma que pedidos egoístas, que visam interesses próprios, não são respondidos pelo Senhor. Eles estão fora da vontade divina, pois contrariam o desejo dEle de que seus filhos sejam altruístas. Na verdade, tais pedidos refletem uma natureza ainda não regenerada, pois o coração daquele que foi transformado por Deus pensa primeiro no próximo. Após conhecer o Senhor mais profundamente, Jô intercedeu por seus amigos (Jô 42:10). Experimente orar mais pelos outros do que por si mesmo.
2. Orações por posição social (Mateus 20:17-28). Muitos oram a Deus buscando reconhecimento humano, honra, glórias, poder, dinheiro, enfim, coisas que satisfaçam sua natureza humana pecaminosa. A mãe dos filhos de Zebedeu pediu a Jesus um lugar de destaque para seus filhos, mas o Mestre explicou que não competia a Ele outorgar essa posição, mas ao Pai (Mateus 20:21,22). Ela não tinha consciência de que não existe posição melhor do que ser um servo de Deus, que foi transportado do reino das trevas para o Reino do Filho do seu amor (Colossenses 1:13), e agora vive não mais para si mesmo, mas em e por Cristo (Gálatas 2:19,20). A vontade de Deus é que pensemos e busquemos as coisas celestiais, incorruptíveis (1 Coríntios 9:25).
3. Orações hipócritas (Mateus 6:5,6). Algumas pessoas pensam que podem enganar a Deus com uma aparência de piedade, fingindo ser espiritual, um “homem” ou “mulher de oração”. Esquecem-se de que Deus é o maior conhecedor das motivações humanas. Jesus por diversas vezes reprovou o comportamento hipócrita e mentiroso. O Senhor ama a verdade e a sinceridade. É melhor ser sincero como um publicano, carente de misericórdia de Deus, do que um fariseu, cheio de justiça própria, pois aquele teve sua oração atendida e este não (Lucas 18:9-14).

III – ORAÇÕES ATENDIDAS POR DEUS

Na Bíblia temos muitos exemplos de orações respondidas, uma vez que estavam em harmonia com a vontade de Deus.

1. A oração do rei Salomão (2 Crônicas 1:7-10). Há quem faça longas orações, mas inconvenientes, impróprias, insensatas, irreverentes. Salomão fez uma oração curta, porém, sábia. Ele tinha consigo um “cheque em branco” da parte de Deus (v. 7). No entanto, não teve desejos egoístas, pensou em seu reino e no povo, orando com sabedoria, e Deus lhe respondeu sem demora (vv. 11,12). Por conseguinte, tornou-se o homem mais sábio e rico do mundo de sua época (1 Reis 4:29-34). Você não deseja ter essa sabedoria? Peça a Deus! A Bíblia garante que o Senhor a dá a todos liberalmente, ou seja, a resposta é certa (Tiago 1:5).
2. A oração do profeta Elias (1 Reis 18:36-39). A oração que glorifica e exalta a Deus será respondida. Um exemplo desta oração é a do profeta Elias. Ele lançara um desafio aos falsos profetas de Baal. Aquele que respondesse enviando fogo do céu para consumir os sacrifícios oferecidos seria o verdadeiro Deus. O único desejo de Elias era que o nome do Senhor fosse reconhecido e aclamado no meio daquele povo, como fica claro em suas palavras (v. 37). Um pedido que busca única e exclusivamente a glória do Senhor e o reconhecimento de seu poderio será prontamente atendido por Ele (João 14:13).
3. A oração de Davi (Salmo 51:1-17). Esta súplica por perdão, misericórdia e restauração provém de um coração sincero, arrependido e consciente de seus erros. E tal coração, afirma a Bíblia, não despreza o Senhor (v. 17). Davi reconhece a gravidade de seus erros e, principalmente, que havia pecado contra o seu Deus. Em seguida, arrepende-se profundamente e busca com lágrimas o perdão e a restauração divina. É importante ressaltar que o relacionamento íntimo que o rei cultivava com o seu Soberano foi decisivo para que ele tomasse essa atitude. Uma vez que Davi conhecia o caráter de Deus a quem servia, tinha certeza de que alcançaria misericórdia de sua parte se o buscasse com um coração sincero.

CONCLUSÃO

O segredo para uma vida de oração eficaz, ou seja, de pedidos realizados conforme a vontade de Deus, é cultivar um relacionamento íntimo e sincero com o Senhor. Você deseja ter suas orações atendidas? Ore de acordo com a vontade de Deus! Você quer saber a vontade de Deus para a sua vida? Então, cultive um profundo relacionamento com Ele.

REFLEXÃO: “Ao invés de orarmos para Deus nos ajudar a realizar tal empreendimento, convém-nos saber primeiro se o mesmo merece a aprovação de Deus.” (Estevam Ângelo de Souza

REFLEXÃO: “A precariedade do relacionamento com Deus no século 21 se deve a dois fatores principais: o equivoco de acreditar que o Senhor não precisa nos orientar nas pequenas decisões do dia a dia; e a redução do principal momento de diálogo com Deus – a oração – em unicamente pedir, gerando assim, a mania do determinismo.” (César Moisés Carvalho)

RESPONDA

1. Como podemos saber a vontade de Deus para o homem?
2. Como podemos saber a vontade de Deus para nossa própria vida?
3. Quais orações não serão respondidas pelo Senhor?
4. Quais personagens tiveram suas súplicas atendidas por Deus?
5. Quais orações são atendidas pelo Senhor?

Fonte: Lições Bíblicas 4º Trimestre de 2010 – Jovens e Adultos

Casa Publicadora das Assembléias de Deus – CPAD

Carinho e amor
Fernanda.

27 de nov de 2010

INFINITAMENTE MAIS



SIM EU SEI SENHOR QUE TU ÉS SOBERANO
TENS OS TEUS CAMINHOS
TENS TEU PRÓPRIO PLANO
VENHO POIS A CADA DIA
VENHO CHEIO DE ALEGRIA
E ME COLOCO TUAS MÃOS
POIS ÉS FIEL

SIM EU SEI SENHOR QUE TU ÉS PODEROSO
ÉS UM DEUS TREMENDO
PAI DE AMOR BONDOSO
VENHO POIS A CADA DIA
VENHO CHEIO DE ALEGRIA
E ME COLOCO EM TUAS MÃOS
POIS ÉS FIEL

FIEL É TUA PALAVRA OH SENHOR
PERFEITOS OS TEUS CAMINHOS MEU SENHOR
POIS SEI EM QUEM TENHO CRIDO
TAMBÉM SEI QUE ÉS PODEROSO PRÁ FAZER
INFINITAMENTE MAIS

PRÁ FAZER
INFINITAMENTE MAIS DO QUE TUDO QUE PEDIMOS
INFINITAMENTE MAIS DO QUE TUDO QUE SENTIMOS
INFINITAMENTE MAIS DO QUE TUDO QUE PENSAMOS
INFINITAMENTE MAIS DO QUE TUDO QUE NÓS CREMOS
INFINITAMENTE MAIS

Carinho e amor
Fernanda.

26 de nov de 2010

Drogas estou fora!!!




Polêmica

Drogas e religião

Alucinógenos são proibidos no Brasil. Mas não para o Santo Daime. Isso é certo?

por Roberto Romano*
Os rituais do Santo Daime ganharam destaque na mídia em março, com o assassinato do cartunista Glauco por um dos fiéis de sua igreja. O alvo de tanta atenção foi uma das tradições da seita: o consumo da ayahuasca. Bebida alucinógena, a ayahuasca pode ser considerada uma droga. E drogas, você sabe, são proibidas no Brasil. Mas a ayahuasca é liberada desde que utilizada durante os cultos religiosos. Isso faz sentido? Faz.

O motivo: a liberdade religiosa de cada um. Graças à liberdade religiosa, podemos escolher e exercer as crenças que quisermos. Não precisamos esconder crucifixos, estrelas-de-davi, um exemplar do Alcorão. Para proteger essa liberdade, às vezes é necessário criar exceções ao que se considera ético, moral ou mesmo legal na sociedade, como a feita à ayahuasca. O problema é que algumas exceções acabam prejudicando o bem coletivo. É nessa hora que a fé de cada um deve encontrar um limite.

Fé é particular. Não deve interferir no direito dos outros. Quando isso acontece, estamos diante de um crime. Por isso, o consumo individual da ayahuasca no templo é válido - mas induzir alguém a bebê-la em outro contexto não. Testemunhas de Jeová vetam transfusões de sangue, por uma interpretação que fazem do texto da Bíblia. Isso é aceitável, já que cada pessoa é responsável pelo próprio corpo. Mas o que dizer de um pai que impede uma transfusão vital para um filho? É possível que a criança não sobreviva - em nome da religião. Em países como Arábia Saudita, condenações à morte são proferidas contra aqueles que abandonam o islamismo. Mais uma vez, em nome da religião.

Esses são crimes contra os direitos individuais, ainda que representem, também, uma manifestação de fé. E vão contra os próprios ideais que geraram a liberdade religiosa, nascida junto com a democracia moderna. Mesmo depois da Reforma Protestante, no século 16, pertencer a uma crença não era um direito individual. Ordem política e religiosa eram unidas - a religião de governados obrigatoriamente deveria ser a do governante. Só com o Iluminismo apareceram as formas jurídicas que protegem escolhas religiosas pessoais, justamente para que cada um pudesse escolher o melhor para si.

A discussão sobre liberdade religiosa no Brasil de hoje às vezes toma um rumo repressor. Apesar de laico, nosso Estado ainda é muito influenciado pelo catolicismo, praticado por mais de 70% dos brasileiros. E o catolicismo é uma religião dogmática - práticas que não se adaptem a ela não costumam ser toleradas (vide relações homossexuais e uso de métodos contraceptivos). No entanto, a Igreja se esquece de que foi a própria tolerância religiosa que a gerou. Não fosse uma estratégia do Império Romano de permitir que seus governados exercessem as crenças que quisessem, o catolicismo não teria prosperado no mundo. Isso significa que precisamos nos lembrar da importância da tolerância religiosa. Basta apenas que sociedade e Estado fiquem atentos para evitar que da fé surjam crimes.


* Roberto Romano é professor de filosofia e ética da Unicamp

Fonte:http://super.abril.com.br/religiao/drogas-religiao-564142.shtml

Carinho e amor
Fernanda.

23 de nov de 2010




Onde está a verdadeira cruz de Cristo?
por Giuliano Barcelos

Jesus nos ensina o caminho para o Reino: “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me” Lc 9:23. Seguir a Cristo nesta terra nos credencia a segui-lo para além desta terra, na eternidade.

A cruz de Cristo é feita apenas com dois pedaços de madeira rústicos. Não é de madeira nobre, como mogno ou imbuia, e muito menos tem entalhes ornamentais ou tem suas rebarbas retiradas ou foi lixada para ser suave ao toque.

Na verdade, tocar na cruz de Cristo é uma experiência estranha e que não tem prazer no ato em si. Carregá-la então, para a mente humana não regenerada pelo amor de Cristo é carregar um peso morto, algo que beira o masoquismo.

Agora, para os filhos de Deus, remidos pelo sangue de Cristo que foi derramado exatamente nesta cruz áspera, escandalosa e sem beleza alguma, deveria trazer gozo e alegria tomar a cruz que nos é proposta, não pela cruz em si, mas pelo servir a Cristo, pelo seguir sua instrução e pela compreensão espiritual da cruz como o caminho para o Reino.

É triste percebermos que há muitas outras cruzes no arraial cristão e que, tal como um celular Xing ling quer imitar um iPhone, estas falsas cruzes tentam imitar a cruz que Cristo nos propõe.

E há cruzes para todos os gostos, tipos e bolsos.

Uma é diminuída em seu tamanho, para ser mais leve e fácil de carregar. Esta cruz mutila a Bíblia, eliminando dela todo o compromisso que a vida cristã querer.

Outra é aumentada para parecer mais pesada do que realmente é tendo em vista que o que carrega tal cruz julga-se merecedor da salvação por carregar mais peso que os outros e, pior ainda, condena os que não têm uma cruz tão grande nas costas. Não é difícil de reconhecer o carregador deste tipo de cruz, pois está sempre fazendo sacrifícios tolos para buscar aprovação em Deus para seu coração endurecido. Busca trilhar o caminho maldito da auto-salvação e, em algum ponto da estrada esbarra no muro da frustração.

Há ainda a cruz que só tem aparência: tem cor de madeira, tem cheiro de madeira, parece rústica e tem até sangue escorrendo por ela. Parece cruz, mas é falsa, é cinematográfica, é fake, cruz de isopor que tenta enganar os homens, mas não é capaz de enganar a Deus. Qualquer vento de doutrina vai quebrá-la e espalhar seus pedaços, revelando seu interior.

Creio não conseguir enumerar todos os tipos de pseudocruzes no meio cristão, mas não posso deixar de citar a cruz da aceitação. Este tipo de cruz é lixada e antes teve todas as rebarbas removidas, sendo bem suave ao toque. Geralmente é envernizada ou pintada com alguma cor da moda. Esta cruz precisa ser assim para que quem a carrega seja aceito em seu meio, seja na escola, no trabalho, com amigos ou família. Em seu interior até tem a mesma qualidade de madeira da cruz de Cristo, mas recebeu muitos retoques e embelezamento externo para facilitar sua aceitação. Quem carrega tal cruz retira as rebarbas da condenação do pecado para que possa continuar com sua vida da mesma forma de outrora, mas com uma aparência gospel, lixa-a para aliviar a aspereza do negar-se a si mesmo e a pinta ou enverniza para dar uma aparência agradável para que outros até topem carregar uma cruz bonitinha assim, imaginando com isto cumprir o verdadeiro IDE.

A cruz de Cristo é uma experiência radical, que nos muda radicalmente. Só a verdadeira cruz tem o poder de nos conduzir à essência da Verdade, que é Cristo Jesus.

Se nos dedicarmos a qualquer outra cruz que não a autêntica corremos o risco de, em vez de sermos salvos pelo sacrifício de Jesus na cruz, sermos nós mesmos crucificados nesta cruz fajuta, que nada tem a ver com a cruz de Cristo.

Fonte: http://www.irmaos.com/artigos/?id=5040

Carinho e amor

Fernanda.




22 de nov de 2010

A ORAÇÃO SACERDOTAL DE JESUS CRISTO






“E aconteceu que, naqueles dias, subiu ao monte a orar e passou a noite em oração a Deus” (Lucas 6:12).

VERDADE PRÁTICA: A vida de oração de Jesus é um exemplo para todo crente que deseja cultivar um relacionamento íntimo com o Pai e agradá-lo em tudo.

João 17: 1-4; 15-17; 20-22.

INTRODUÇÃO

A oração sacerdotal de Jesus, em João 17, expressa os sentimentos, pensamentos e vontades mais íntimas do Mestre em relação aos seus discípulos. O estudo deste capítulo é relevante, porquanto não somente revela o que nosso Senhor espera de sua Igreja, mas também evidencia a importância da intercessão de um líder em favor de seus liderados.

I – ORAÇÃO POR UMA VIDA DE COMUNHÃO COM O PAI

  1. Relacionamento com Deus (João 17: 2,3). Nos seus últimos momentos, Jesus demonstra em suas palavras dirigidas ao Pai o seu anseio para que os discípulos aprofundassem o conhecimento deles referente a Deus. Só conseguimos nos relacionar intimamente com alguém a quem conhecemos de modo profundo. Como o profeta Oséias recomenda: “Conheçamos e prossigamos em conhecer o Senhor” (6:3).
  2. Meditação e prática da Palavra de Deus (João 17:6). As Escrituras revelam o caráter de seu Autor e seus mais profundos anseios para o homem. A melhor maneira de conhecer o Pai e a sua vontade para seus filhos é meditar em sua Santa Palavra. A Lei do Senhor é capaz de ensinar, redargüir, corrigir, instruir em justiça (2 Timóteo 3:16), prosperidade (Salmos 1:1-3) e vida eterna (João 6:63; Hebreus 4:12; Salmos 119:50).
  3. Uma vida que glorifique a Deus (João 17:4). O homem foi criado para glorificar a Deus (Isaías 43:7, 21; 1 Coríntios 6:20). Jesus, quando esteve na terra, viveu para glorificar a Deus em todos os seus atos(João 17:4). De igual modo, o crente deve viver neste mundo para a glória do Senhor. À medida que nos relacionamos intimamente com o Senhor por meio da oração e da meditação em seus mandamentos, o seu caráter vai sendo moldado em nós e, por conseguinte, externamos uma vida que glorifica ao Senhor. Que a Igreja de Cristo busque ardentemente agradá-lo e glorificá-lo em todo tempo (1 Coríntios 10:31).

II – ORAÇÃO POR PERSEVERANÇA, ALEGRIA E LIVRAMENTO

  1. Perseverança (João 17:11,12). Enquanto Jesus esteve com os discípulos, ensinava-os a verdade e conduzia-os para que não se desviassem desta. Entretanto, sabia que, na sua ausência, a fé desses homens poderia enfraquecer. Por isso, intercede ao Pai para que continuassem crendo nele e guardando a sua Palavra, a fim de conseguirem perseverar no caminho, na fé, na verdade e na comunhão.
  2. Alegria (João 17:13). Jesus ora para que a alegria dos discípulos permaneça na sua ausência. A alegria do cristão, produzida pelo Espírito Santo, torna-o mais forte e resistente às adversidades. Por essa razão, Paulo recomenda aos tessaloniscenses e filipenses: “Regozijai-vos” (Filipenses 4:4; 1 Tessalonicenses 5:16).
  3. Livramento (João 17:15). Por conhecer o mundo em que viveriam seus discípulos ­— um mundo que jaz no maligno —Jesus revela uma preocupação muito grande com eles. Sendo assim, roga a Deus , como um bom Pai, que livre seus filhos do mal, ou seja, dos perigos, das tentações e investidas do diabo. Podemos descansar na proteção divina, uma vez que estamos refugiados no esconderijo do Altíssimo (Salmo 91:1). Contudo, é nosso dever orar e vigiar, “em todo o tempo” (Efésios 6:18), a fin de não entrarmos em tentação (Lucas 22:40).

III – ORAÇÃO POR SANTIDADE, UNIDADE E FRUTOS ESPIRITUAIS

  1. Santidade (João 17:17-19). Jesus suplicou a Deus que santificasse seus filhos. Ao longo de toda a Bíblia, observamos que o Senhor sempre requereu de seu povo separação total do mundo e do pecado e vice-versa. Tal santificação é obtida por meio da verdade, que é ao mesmo tempo Jesus e as Escrituras Sagradas. Saer santo não é apenas um desejo do Noivo para sua Noiva, é uma ordem (1 Pedro 1:16).
  2. Unidade (João 17:21,22). Em sua oração, Jesus ressalta a unidade existente entre Ele e o Pai. O Pau, o Filho e o Espírito Santo são Pessoas divinas e distintas, mas são um em essência e vivem em perfeita unidade. Cristo anseia que seu Corpo viva de igual modo, unido. Essa virtude é conquistada e conservada por meio de um andar em Espírito (Gálatas 5:16-26).
  3. Frutificação espiritual (João 17:18). Assim como Deus enviava o seu amado Filho ao mundo, Jesus enviaria seus discípulos, a fim de que produzissem frutos permanentes. Aquele que está em Cristo — a Videira Verdadeira — naturalmente produz frutos da mesma espécie (João 15:5). É impossível estar ligado ao Senhor e, por conseguinte, desfrutar de comunhão íntima com Ele, e não frutificar (João 15:4).

CONCLUSÃO

A oração intercessória de Jesus no capítulo 17 de João revela, sobretudo, seu anseio por uma igreja que desfrute de um relacionamento profundo com Deus, reflita o seu caráter e busque única e exclusivamente a sua glória.

RESPONDA

  1. O que a oração sacerdotal de Jesus expressa?
  2. Qual a melhor maneira de conhecer o Pai?
  3. O que o crente deve fazer para não entrar em tentação?
  4. Por que o Senhor exige santificação de seu povo?
  5. É possível um cristão fiel não produzir frutos

RFLEXÃO

“A oração que consiste só em pedidos pode estar eivada de egoísmo e ingratidão.” (Estevão Ângelo de Souza)

Fonte: Lições Bíblicas nº 8 - 4º trimestre de 2010
Casas Publicadoras das Assembléias de Deus - CPAD

Carinho e amor
Fernanda P Abreu Ferreira

21 de nov de 2010

Sejamos como crianças.






Mateus 18:1-14


"Naquela mesma hora os discípulos se aproximaram de Jesus, perguntando: Quem é o maior no reino dos céus? Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles, e disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrarão no reino dos céus. Portanto, aquele que se tornar humilde como esta criança, esse é o maior do reino dos céus. E todo aquele que receber, em meu nome, uma criança como esta, recebe a mim.

Mas aquele que escandalizar um destes pequeninos que creem em mim, melhor seria que pendurasse ao pescoço uma grande pedra de moinho, e se precipitasse na profundeza do mar.

Ai do mundo, por causa dos escândalos! É necessário que venham escândalos, mas ai do homem por quem o escândalo vier!

Portanto, se a tua mão ou o teu pé te escandalizar, corta-o, e atira-o para longe de ti. Melhor é que entres na vida coxo, ou aleijado, do que tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado no fogo do inferno.

E se o teu olho te escandalizar, arranca-o, e atira-o para longe de ti. Melhor é que entres na vida com um só olho, do que, tendo dois olhos, sejas lançado no fogo do inferno.

Vede, não desprezeis a qualquer destes pequeninos. Pois eu vos digo que os seus anjos nos céus sempre veem a face de meu Pai que está nos céus. O Filho do homem veio salvar o que estava perdido.

Que vos parece? Se um homem tiver cem ovelhas, e uma delas se extraviar, não deixará ele as noventa e nove nos montes e irá em busca da que se desgarrou? E se a acha, em verdade vos digo que maior prazer tem por aquela, do que pelas noventa e nove que não se perderam.

Assim também não é vontade de vosso Pai que está nos céus que um destes pequeninos se perca."

Fonte: http://rabiscandocomdeus.blogspot.com/2010/11/sejamos-como-as-criancas.html

Carinho e amor
Fernanda

6 de nov de 2010

Verdadeiro Conforto





Thomas A. Kempis

Tudo o que posso desejar ou imaginar para o meu conforto, não o procuro aqui, mas depois daqui. Pois mesmo se eu pudesse ter todos os confortos do mundo, se fosse capaz de gozar de todos os seus prazeres, é certo que eles não poderiam durar muito tempo.

Por que, oh minha alma, tu não podes ser plenamente confortada, nem tem perfeito refrigério, exceto em Deus, o Consolador dos pobres e humildes?

Espere um pouco mais, oh minha alma, espera pela promessa divina, e tu terás abundância de todas as boas coisas no Céu.

Se tu desejas as coisas que são presentes, tu perderás aquelas que são celestiais e eternas. Use as coisas temporais, e deseje as eternas..

Embora tu possuas todo o bem criado, contudo tu não podes ser feliz por meio disso nem abençoado; mas em Deus, que criou todas as coisas, consiste toda a tua bem aventurança e felicidade; não como é visto e elogiado pelos tolos amantes do mundo, mas como os servos bons e fiéis de Cristo esperam, e aquele que é espiritual e puro de coração, cuja conversação está no Céu, algumas vezes tem um antegozo.

Vã e breve é toda consolação humana. Abençoado e verdadeiro é a consolação que é recebida interiormente da Verdade.

Um homem devoto carrega por onde for com ele o seu próprio Consolador, Jesus, e diz a Ele: "Sejas Tu comigo, oh, Senhor Jesus, en todo tempo e lugar".

Do livro: Of the Imitation of Christ (Da Imitaçao de Cristo)

Fonte: Revista O Vencedor (Out/2010-Jan/2011)

Carinho e amor
Fernanda.

3 de nov de 2010

Morte de Cantora Gospel...




Cantora gospel morre durante apresentação

A cantora gospel Milayne Marcelino Nascimento, trinta anos, morreu no domingo à noite vítima de uma parada cardiorrespiratória fulminante durante um apresentação na Igreja Evangélica Avivamento Bíblico, em Sarandi. Ela cantava no momento em que passou mal e caiu desacordada no palco.

Milayne completaria 31 anos no próximo dia 25 e estava com casamento marcado para janeiro de 2011 com o noivo Samuel. A cantora deixa o filho Nathan, sete anos.

O velório de Milayne ocorreu na tarde de ontem. Centenas de pessoas emocionadas ocuparam completamente a Igreja Assembleia de Deus, no Jardim Alvorada, da qual Milayne era assídua frequentadora. "Ela era uma jovem muito amável, carismática, todos aqui na igreja gostavam muito dela", contou o pastor Osmir Coutinho.

Canções e declarações emocionadas marcaram a despedida. Uma das colegas de Igreja dizia ao microfone que "sua voz gravada continuará evangelizando e a manterá viva entre nós." Muito emocionado, o noivo Samuel teve de se retirar durante o velório.

A família de Milayne vivia em Maringá havia oito anos. O sepultamento foi às 16 horas de ontem, no Cemitério Municipal de Londrina, cidade onde a cantora nasceu. Com a voz embargada, o irmão da cantora, Edson Soares do Nascimento, 27, disse à reportagem que, para Milayne, "a vida era a música".

CANTORA MILAYNE CD O GRANDE DIA

Desde muito pequena, "com dez ou 12 anos", começou a demonstrar interesse pelo canto e passou a construir a carreira dela, sempre relacionada à Igreja e à música gospel. Em 2008, Milayne lançou o primeiro CD e DVD, com o qual estava viajando em divulgação por diversos Estados do País, incluindo Bahia, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e também nos países vizinhos Argentina e Paraguai.





"Ela evoluiu muito ao longo dos anos. Começou acompanhando playbacks e tinha uma carreira promissora", comentou Edson.

O irmão de Milayne demonstrava espanto ante a morte súbita dela, pois a cantora não tinha histórico de problemas de saúde. "Tudo o que os médicos disseram foi que houve um infarto fulminante." Para Edson, no entanto, a forte religiosidade da família ajuda a lidar com o sofrimento. "Tenho certeza de que ela está bem agora", destacou.

Fonte: O Diário

Carinho e amor
Fernanda.