30 de jul de 2013

VIDA ABUNDANTE




VIDA ABUNDANTE...

30 de Julho de 2013



VIDA ABUNDANTE

“[...] eu vim para que tenham vida 
e a tenham em abundância.” 
Jo 10.10





“Se você tem sonhos, dê uma chance para que eles venham a se concretizar.” Bill Gates. Você é um ser real. A sua vida é uma exuberante realidade. A sua influência no mundo ao seu redor é genuína. Você foi abençoado com o dom precioso da vida e com muitas opções de escolha. A ideia de que você é uma vítima das circunstâncias é uma fantasia vazia, rala e superficial. Você não é uma vítima.

Os eventuais e momentâneos altos e baixos são apenas meros e diminutos fios dentro do tecido muito maior e mais complexo que compõe a sua existência. Do alto da sua experiência, o apóstolo Paulo declarou:“Aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. Tanto sei estar humilhado, como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias já tenho experiência, tanto de fartura, como de fome: assim de abundância, como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece” (Fp 4.11-13).

Deus nos tem dado a vida e ele deseja que esta vida seja vivida em abundância. A maneira que respondemos às circunstâncias – sejam elas boas ou ruins – é que irá determinar a qualidade da nossa vida.

24 de jul de 2013

Muito abençoado


Muito abençoado...

No meu trajeto diário de ida e volta do escritório, tenho tempo de sobra para ler — isto é; adesivos em carros. Alguns são grosseiros, outros inteligentes e outros ainda absolutamente de mau gosto. Um adesivo que vi recentemente, no entanto, desafiou gentilmente o meu coração sobre a maneira que muitas vezes vejo a vida. O adesivo simplesmente dizia: “Abençoado demais para reclamar.”
Preciso confessar que me senti culpado à medida que ponderava nessas palavras. Muitas vezes me pego lamentando os momentos na vida que não acontecem do meu jeito, ao invés de concentrar-me nos presentes maravilhosos que meu Pai celestial me deu. Ler essa simples mensagem naquele dia renovou o meu compromisso para ser mais ativo e intencionalmente agradecido, pois o meu Deus tem sido bom para mim em mais maneiras do que eu jamais poderia imaginar.
O Salmo 107 é uma canção que procura corrigir o pensamento ingrato. O salmista (que muitos pensam ser o rei Davi) faz um apelo aos corações que se esfriaram com ingratidão, repetindo quatro vezes: “Rendam graças ao Senhor por sua bondade e por suas maravilhas para com os filhos dos homens!” (vv.8,15,21,31). Mesmo nos piores momentos, temos muito a agradecer. Que possamos aprender a agradecer a Deus por Sua bondade conosco!
Não precisamos de mais para ser gratos, precisamos apenas ser mais gratos.
- See more at: http://ministeriosrbc.org/#sthash.QA6m8165.dpuf

22 de jul de 2013

Mais, mais, mais....

Como podemos aprender a nos contentar com o que temos e não sermos consumidos pela vontade de acumular mais? Aqui estão algumas maneiras: Considere os bens materiais como dádivas de Deus para serem utilizados sabiamente (Mateus 25:14-30). Trabalhe com afinco para ganhar e economizar dinheiro (Provérbios 6:6-11). Doe para a obra do Senhor e aos necessitados (2 Coríntios 9:7; Provérbios 19:17). E lembre-se sempre de ser agradecido e de apreciar o que Deus lhe dá (1 Timóteo 6:17). 

21 de jul de 2013

Arrogância e soberba...



Arrogância e soberba...

Em Cartas de um diabo ao seu aprendiz, livro escrito por C. S. Lewis, um demônio veterano incita o seu jovem protegido a desviar os pensamentos de um cristão para longe de Deus e concentrar-se nas falhas das pessoas ao seu redor na igreja.
Durante um culto de domingo, me distraí e me irritei com uma pessoa perto de mim que cantava alto, desafinado e estava fora de sincronia durante as leituras em uníssono. Mas quando inclinamos a cabeça para um momento de oração silenciosa, veio-me à mente a ideia de que certamente o Senhor devia estar mais satisfeito com o coração da outra pessoa do que com os sentimentos de julgamento que Ele viu no meu.
Poucos dias depois, eu li o capítulo de Provérbios 8 e fui impactado pelo versículo 13: “…a soberba, a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu os aborreço”. Por todo este capítulo, a sabedoria nos convoca a termos um coração compreensivo (v.5) e a encontrar vida e obter o favor do Senhor (v.35). A alternativa é passar pela vida com uma atitude superior, morrendo por dentro durante o processo (v.36).
O orgulho é uma espada que fere a pessoa que o utiliza, e fere também aqueles contra os quais o orgulho é utilizado. A arrogância nos rouba tudo o que Deus deseja nos dar, mas a “…humildade e o temor do Senhor são riquezas, e honra, e vida” (22:4)
O orgulho traz vergonha. A humildade traz sabedoria.
- See more at: http://ministeriosrbc.org/#sthash.Lp54tyiu.dpuf

19 de jul de 2013

Flores para vcs....


Guarda-te não te esqueças do Senhor, teu Deus… —Deuteronômio 8:11 




Não se esqueça..

Não concordo com aqueles que protestam contra os bens materiais e dizem que possuí-los é inerentemente mau. E preciso admitir que sou um consumidor, muitas vezes, tentado a preencher minha pilha de tesouros com itens que acho que preciso.
Mas reconheço que um dos perigos de possuir um monte de coisas é que isso pode levar à perda espiritual. Quanto mais temos e mais nos sentimos como se tivéssemos tudo o que precisamos, mais somos propensos a esquecer a nossa necessidade de Deus e até mesmo o nosso desejo por Ele. Mas, ironicamente, tudo o que temos vem essencialmente de Deus “…que tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento” (1 Timóteo 6:17).
Infelizmente, nosso prazer pelas provisões de Deus pode apenas significar que acabamos amando os bens e nos esquecendo do Doador. Por esta razão, quando Deus estava pronto a dar ao Seu povo uma vida cheia de graça na Terra Prometida de bens e abundância, Ele alertou: “Guarda-te não te esqueças do Senhor, teu Deus…” (Deuteronômio 8:11).
Se Deus lhe permitiu desfrutar de abundância material, lembre-se de onde veio tal fartura. Na verdade, todos nós, sejamos ricos em bens deste mundo ou não, temos muito a agradecer. Prestemos atenção à advertência de que não devemos esquecer do Senhor e louvemos ao Senhor por Sua rica bondade.
Ame mais o Doador do que as Suas dádivas!
- See more at: http://ministeriosrbc.org/#sthash.fULMjzER.dpuf

Guarda-te.....



6 de jul de 2013

Aguardar no Senhor...


Sonhos...

“Agrada-te do Senhor, 
e ele satisfará os desejos do teu coração.” 
Sl 37.4


“Agrada-te do Senhor, 
e ele satisfará os desejos do teu coração.” 
Sl 37.4

MAIS QUE UM SONHO...

06 de Julho de 2013


MAIS QUE UM SONHO

“Agrada-te do Senhor, 
e ele satisfará os desejos do teu coração.” 
Sl 37.4



“Se Deus é seu parceiro, então faça os seus planos bem grandes.” D. L. Moody. O carro que você dirige foi concebido e construído porque um dia alguém sonhou com esse veículo. As estradas, ruas e avenidas por onde você passa estão aí porque alguém sonhou com essas estruturas. O telefone que você usa para conversar com parentes e amigos só existe porque alguém teve um sonho de criar esse aparelho. Toda grande realização começa com o sonho na mente de alguém.

Muitos sonhos, entretanto, nunca chegam sequer a desabrochar, simplesmente desfalecem e morrem. Grandes realizações se tornam realidade não apenas porque alguém sonhou, mas porque alguém creu no seu sonho, e creu o suficiente para se comprometer numa jornada difícil e espinhosa, e com a disposição de pagar o preço de tornar o seu sonho uma realidade.

Qual é o seu sonho? O mundo está cheio de grandes possibilidades no dia de hoje. Tome o seu sonho, dedique-o com sinceridade e integridade de coração ao Senhor, e veja esse mesmo sonho se transformar numa exuberante realidade.

Amantíssimo Pai, coloco meus sonhos diante de ti e os submeto à tua vontade. Sei que só tu podes realizá-los. Qualquer esforço sem a tua bênção é desperdício. Em nome de Jesus. Amém.

4 de jul de 2013

A PONTE É SEGURA!

Quinta-feira 4 Julho
Aquele que crê no Filho tem a vida eterna
(João 3:36).

A PONTE É SEGURA!

Thomas Chalmers, conhecido pregador escocês do início do século XIX, certa vez visitou uma mulher que não conseguia ter paz com Deus. Ela constantemente pensava em si mesma e em suas falhas ao invés de descansar pela fé na perfeita obra de redenção realizada por Cristo e confiar nas promessas de Deus registradas em Sua Palavra.
Em frente à casa daquela mulher havia um córrego sobre o qual estava uma estreita ponte de madeira. Quando Chalmers chegou ali, ele ficou receoso de atravessar aquela ponte que oscilava. A mulher o viu chegando, disse: “Você pode confiar na ponte! Ela é bastante forte e muita gente já cruzou esse córrego em segurança”. Então Chalmers tomou coragem e atravessou.
A conversa deles confirmou que o pensamento sobre as falhas da mulher a faziam duvidar de sua salvação. O pregador então lhe disse: “Faça o que acabei de fazer! Eu confiei em sua palavra quando me falou para atravessar a ponte, e eu atravessei em segurança. Você disse que a ponte iria aguentar, e aqui estou. Deus afirma em Sua Palavra que você precisa crer no Senhor Jesus, porque o apóstolo Pedro diz que quem crer no Senhor não será confundido (1 Pedro 2:6). Creia na Palavra de Deus! Confie nEle! Ele vai lhe ajudar”.
A mulher compreendeu que remexer nos pecados dos quais já tinha sido perdoada roubava a paz que seu coração tanto ansiava. A obra de redenção cumprida por Cristo é o fundamento da nossa paz. A partir daí a paz de Deus encheu seu coração.
“Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna” (1 João 5:13).

2 de jul de 2013

BOA LEMBRANÇA...



BOA LEMBRANÇA...

BOA LEMBRANÇA

“Quero trazer à memória o que
 me pode dar esperança.”
Lm 3.21




“Uma das razões pelas quais temos tantos problemas nesta vida é porque insistimos em esquecer coisas que deveríamos lembrar e, deliberadamente, nos lembramos de coisas que deveríamos esquecer.” Arthur Graham. Quais as lembranças que você guarda do mês passado? Você se lembra dos problemas e desapontamentos? Ou se lembra de realizações e do progresso?

Após a destruição de Jerusalém pelo rei Nabucodonosor, o profeta Jeremias se pôs a recordar toda a desgraça que havia presenciado e vivido. E ficou desesperado. Ele declarou: “Eu sou o homem que viu a aflição pela vara do furor de Deus.” (Lm 3.1). Depois de tanta amargura, e de tanto amargurar-se, o profeta concluiu que seu pensamento devia seguir outro rumo, e disse: “Quero trazer à memória o que me pode dar esperança” (Lm 3.21).

Não vale a pena amargurar-se com o passado. Não há nada que você possa fazer para apagar as circunstâncias infelizes. Porém, você tem uma memória que lhe foi dada por Deus e sobre esta tem controle. Então, use bem essa dádiva do Criador. Traga à memória as boas lembranças que podem dar-lhe esperança.


Pai celeste, ainda sinto muita dor quando olho para o meu passado. Reconheço que minhas feridas ainda estão abertas. Ajuda-me, peço-te, e cura-me. Em nome de Jesus. Amém.