27 de fev de 2012

Você pode ser tomado de toda a plenitude de Deus

A mais ousada oração do apóstolo Paulo é feita quando estava preso em Roma. O velho apóstolo teve a ousadia de pedir a Deus para que a igreja de Éfeso fosse tomada de toda a plenitude de Deus (Ef 3.19). Embora sejamos frágeis vasos de barro, podemos ser habitados pela plenitude do Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. A grande pergunta é: quem é Deus? Ele é transcendente! Nem o céu dos céus pode contê-lo. Ele é maior do que tudo quanto ele criou. Os astrônomos dizem que o universo tem cerca de dez bilhões de anos-luz de diâmetro.

Isso significa que se conseguíssemos entrar numa nave espacial, voando à velocidade da luz, demoraríamos dez bilhões de anos para ir de um extremo ao outro do universo. Pois, Deus que criou tudo isso é maior do que tudo isso e está além de tudo isso. Agora, Paulo, de joelhos, ora para que sejamos tomados de toda a plenitude de Deus. Os mais apressados poderiam pensar que Paulo estaria delirando, mas ele antecipa esse questionamento, afirmando: “Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos conforme o seu poder que opera em nós, a ele seja a glória na igreja e em Cristo Jesus, agora e pelos séculos dos séculos. Amém” (Ef 3.20,21). Destacaremos, aqui, três verdades  muito importantes.

Em primeiro lugar, você pode ser tomado por toda a plenitude de Deus Pai (Ef 3.19). A Palavra de Deus diz que autoexistência, imensidão, infinitude, eternidade, imutabilidade, onisciência, onipresença, onipotência e transcendência são atributos exclusivos de Deus. Ele trouxe à existência o universo, é maior do que o universo e governa o universo. Este Deus soberano, em cuja presença os seres angelicais mais exaltados cobrem o rosto, dignou-se habitar não apenas entre nós, mas em nós. Podemos ser tomados não apenas de Deus, não apenas da plenitude de Deus, mas de toda a plenitude de Deus. Não obstante essa realidade transcenda ao nosso entendimento, podemos exultar nela com alegria indizível e cheia de glória.

Em segundo lugar, você pode ser tomado por toda a plenitude de Deus Filho (Ef 1.23). A igreja é o corpo de Cristo, a plenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas. Cristo não apenas se fez carne e habitou entre nós. Ele habita em nós. Sua presença em nós é nossa esperança da glória. Somos tomados de toda a sua plenitude. Cristo é simbolizado pela arca da aliança e nós somos simbolizados pelo tabernáculo. A arca está dentro do tabernáculo. Cristo está em nós e habita em nossos corações pela fé. Não habita como um mero hóspede que chega a vai embora, mas como o dono da casa, que tem residência permanente e definitiva.

Em terceiro lugar, você pode ser tomado por toda a plenitude do Espírito Santo (Ef 5.18). A Palavra de Deus diz que nós somos o templo do Espírito Santo, a morada de Deus. O Espírito Santo nos foi dado para abrir nosso coração, nos regenerar, convencer do pecado, nos selar para o dia da redenção, nos batizar no corpo de Cristo, nos habilitar com dons, nos santificar e nos capacitar com poder para testemunharmos de Cristo. Não apenas podemos ser cheios do Espírito, mas somos ordenados a isso. Não ser cheio do Espírito Santo é um pecado de negligência e um mandamento divino. Não temos o direito de viver um vida medíocre, uma vez que o Pai está em nós, o Filho habita em nós e o Espírito Santo nos enche até à plenitude. Não podemos viver uma vida rasa uma vez que os rios de água viva podem fluir do nosso interior. Não podemos viver uma vida fraca, uma vez que a suprema grandeza do poder Deus está à nossa disposição. Não podemos viver uma vida vazia, uma vez que o Deus que nem os mais altos céus podem contê-lo, habita em nós em toda a sua plenitude.

Reverendo Hernandes Dias Lopes
Diretor executivo da LPC
 Carinho e Amor.Fernanda.

A MISSÃO DA COMUNIDADE




Segunda 27 de fevereiro de 2012.

“Para que todos sejam um, Pai, 
como tu estás em mim e eu em ti.”
Jo 17.21

Comunidade significa unidade com. Por nos tornarmos cada vez mais individualistas e independentes, passamos a conviver com a unidade (sem o “com”). Vivemos numa sociedade em que não faz mais sentido falar em comunidade. Estamos meditando sobre a oração sacerdotal de Jesus. Nela, o Mestre nos ensina que devemos viver em unidade porque já existe nele. Ou seja, Pai, Filho e Espírito Santo são um e essa é a mais estupenda declaração de unidade que se conhece. Nesse sentido não se cria unidade. Ela já existe. Vive-se a unidade entre os cristãos. Esse é um dos pontos mais críticos enfrentados pela cristandade.

Afirmamos ter uma só fé, um só batismo, um só Senhor, um só Deus e Pai de todos (Ef 4.5), mas isso parece ser retórica. Pessoas olham e nos veem divididos, sozinhos. A missão da comunidade, de se viver juntos em unidade, se alcança somente através do amor que é derramado em nossos corações pelo Espírito. (Rm 5.5). E para que vivemos em comunidade? “Para que o mundo creia que tu me enviaste.” (Jo 17.21). Poderia existir uma mensagem mais poderosa do evangelho do que ver os cristãos vivendo em unidade?

ORE


Coloco-me ó Pai, diante da tua presença, para rogar tua misericórdia. Ensina-me a viver a unidade de forma real, como vives com o Filho e o Espírito Santo. Amém.

23 de fev de 2012

Ernesto Cotazar..Piano..

A IGREJA QUE NÃO É NOSSA!



Quinta, 23 de fevereiro de 2012

A IGREJA QUE NÃO É NOSSA!


“... edificarei a minha igreja, 
e as portas do Hades não poderão vencê-la.”
Mt 16.18

É comum encontrar pessoas que frequentam igrejas dizerem: “A minha igreja é aquela que fica naquele lugar...” ou ainda, “eu frequento a igreja do pastor....”. Isso denota compreensão errada do que seja a igreja. Em Mateus 16, Jesus trava um diálogo com os seus discípulos. Existia ainda confusão de quem era Jesus. Para alguns, era João Batista, para outros Elias ou Jeremias ou ainda um dos profetas. Pedro se adiantou aos demais e disse: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.”

Nesse momento Jesus declara que edificaria a sua igreja e nada, nem mesmo o inferno, poderia ser obstáculo para o seu avanço. Apreciamos ouvir a declaração enfática do Mestre. Ela assegura a certeza da vitória da igreja, mesmo em meio às lutas. Contudo, normalmente algo mais importante fica à margem de nossa compreensão. O texto que lemos afirma: “edificarei a minha igreja”. Vivemos dias perigosos onde parece que muitos têm compreendido que a igreja lhes pertence ou é propriedade deste ou daquele líder. Esse é um grande engano que precisamos evitar. Jesus é o Senhor da igreja!

ORE


Graças te dou Senhor porque edificaste a tua igreja! Nela eu tenho me fortalecido e aprendido da Tua Palavra. Amém.

Carinho e Amor.
Fernanda.

18 de fev de 2012

O CUIDADO COM QUEM NÃO TEM NADA



Sábado, 18 de fevereiro de 2012

O CUIDADO COM QUEM NÃO TEM NADA



“Sempre haverá pobres na terra.
Portanto eu lhe ordeno que abra o coração...” 
Lv 15.11

Vivemos em um mundo onde poucos detêm grande parte da riqueza e muitos não têm quase nada. Há injustiça por todo lado, penalizando sempre o mais fraco e indefeso. As Escrituras nos orientam como devemos agir em um ambiente tão desolador como esse. Devemos abrir o coração para uma missão que poucos querem abraçar: ajudar o necessitado sem esperar nada em troca. Vivendo em um mundo capitalista onde a regra áurea é ganhar-ganhar não temos tido o costume de, em primeiro lugar, olhar para aqueles que passam por dificuldades. Possivelmente muitos não terão o que comer hoje, ou um teto que os abrigue.

Conheci um homem cristão, que iniciou seu trabalho de ajuda aos pobres saindo pelas madrugadas em busca deles. Usualmente ele voltava sem algo que lhe pertencia. Poderia ser um agasalho ou mesmo seus sapatos. Hoje ele lidera uma grande organização de apoio aos “sem teto” aqui no Brasil.

Certamente você tem muita coisa que pode doar aos que nada têm. Faça isso como parte da rotina de sua vida. Você agradará muito o coração do Pai.

ORE


Querido Deus, perdoa-me por tantas vezes não estar sensível às necessidades dos pobres e necessitados. Abre meu coração para doar sem esperar nada em troca. Em nome de Jesus. Amém.

Carinho e Amor.
Fernanda.

9 de fev de 2012

Glorificando a Deus


9 de fevereiro de 2012

Glorificando a Deus

David C. McCasland
João 21:12-19
[Jesus] disse isto para significar com que gênero de morte Pedro havia de glorificar a Deus… —João 21:19


Números 15–17
Quando somos ativos e fortes, frequentemente, pensamos sobre como podemos glorificar a Deus por meio de nossas vidas. Mas, fico imaginando se não deveríamos também considerar como glorificá-lo por meio de nossa morte.
Após Pedro negar Jesus três vezes (João 18:15-27), o Senhor lhe deu uma oportunidade de reafirmar o seu amor (21:15-17). Três vezes, Jesus perguntou: “Pedro, tu me amas?” e em seguida, numa surpreendente mudança de assunto, Jesus disse: “…quando eras mais moço, tu te cingias a ti mesmo e andavas por onde querias; quando, porém, fores velho, estenderás as mãos, e outro te cingirá e te levará para onde não queres. Disse isto para significar com que gênero de morte Pedro havia de glorificar a Deus. Depois de assim falar, acrescentou-lhe: Segue-me” (vv.18-19). Jesus disse a Pedro que outros o levariam para onde ele não queria ir, no entanto, por aquela maneira indesejada de morrer, ele glorificaria a Deus.
Paulo disse ser sua “…ardente expectativa e esperança de que em nada serei envergonhado; antes, com toda a ousadia, como sempre, também agora, será Cristo engrandecido no meu corpo, quer pela vida, quer pela morte” (Filipenses 1:20).
Podemos honrar e glorificar a Deus quando vivemos — e quando morremos.


Você é único — projetado para glorificar a Deus de maneira única.


Carinho e Amor
Fernanda..






8 de fev de 2012

DESVIADOS




Quarta-feira 8 Fevereiro
Porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo
(2 Coríntios 11:2).

DESVIADOS

O apóstolo Paulo estava bastante preocupado com seus amados coríntios. Com pesar, ele percebeu que Cristo já não era mais o centro da vida de muitos deles, pois estavam seguindo outros interesses. Agora ele tentava despertar novamente o amor dos coríntios pelo Senhor. Paulo fala da fidelidade existente entre um casal de noivos e escreve que, do ponto de vista espiritual, ele os preparava para o único marido, ou seja, Cristo.
Como devem ter se sentido envergonhados ao serem lembrados desse nobre relacionamento de pureza e lealdade, sabendo que haviam se afastado dessas coisas. Não apenas tinham desviado seus olhos da Cabeça, Cristo, quando deram importância indevida a certos “servos” do Senhor, fazendo-os líderes; também deram ouvidos aos falsos profetas que não pregavam a mensagem de Cristo, mas pregavam a si mesmos e suas próprias idéias. Paulo advertiu os coríntios que se lembrassem de Eva, a qual foi enganada pela serpente no Éden (v. 3), e termina com um aviso contra “outro Jesus que nós não temos pregado… outro espírito… outro evangelho” (v. 4).
A pergunta é: Somos fiéis a Cristo? Ou temos permitido que as influências externas expulsem o Senhor do lugar que Lhe é devido em nosso coração? Seu amor para conosco é perfeito. Ele pagou o mais alto preço por nós: Sua própria vida. E agora, por causa de Seu amor, deseja nos abençoar, nos ajudar, nos santificar e Se relacionar com você e comigo. E qual é o seu desejo?

Carinho e Amor.
Fernanda Abreu Ferreira

6 de fev de 2012

PREPARANDO AS CRIANÇAS



Segunda, 06 de fevereiro de 2012

PREPARANDO AS CRIANÇAS


“Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles.” 
Pv 22.6

Depois de trabalhar por quase 14 anos na indústria automobilística, certo dia recebi um convite para servir como pastor em uma igreja local. Para tomar essa decisão tive que consultar minha família, especialmente minha esposa. Nosso orçamento cairia muito. Mas o que pesava mais na minha decisão dizia respeito aos nossos filhos, que na época, tinham 6 e 4 anos. Qual seria o futuro deles? Haveria recursos para sustentá-los? Passados hoje muitos anos, reconheço que as palavras de Salomão cumpriram-se literalmente na vida de nossa família.

As crianças devem ser cuidadas em todas as áreas de suas vidas. Especialmente aquelas que sofrem, passam fome e não têm acesso à educação e à saúde. No entanto, o maior legado para elas é a formação espiritual e moral. Ou seja, as crianças que estão ao nosso redor devem ser ensinadas a andar com Deus, conhecer a salvação em Cristo, e, quando adultos, devem servir a missão para que o Senhor seja conhecido até o último da terra. Você tem instruído os seus filhos e as crianças no conhecimento de Deus para servir, quando adultos, a missão de Deus?

ORE


Pai, quero te agradecer pelas promessas de tua Palavra. Ofereço minha vida para instruir meus filhos e as crianças para que sejam instrumentos para a tua glória.

2 de fev de 2012

MISSÃO DE RECONSTRUIR A FAMÍLIA








MISSÃO DE RECONSTRUIR A FAMÍLIA


“...lutem por seus filhos e por suas filhas, 
por suas mulheres e por suas casas.”
Ne 4.14

Dormindo com o Inimigo é um filme interessante de se assistir. Relata a história de um casamento de quatro anos que parece perfeito. Na realidade, o marido agride a mulher regularmente até o ponto em que a esposa simula a própria morte. Um dos maiores problemas na vida cristã é negarmos que estamos passando por uma situação difícil. Isso acontece especialmente em relação à família. Obedecendo ao chamado de reconstruir Jerusalém, que estava totalmente destruída, Neemias percebe que havia vários inimigos ao seu redor.

Sua preocupação era que as famílias fossem atingidas. Diante dessa situação ele extravasa um sentimento forte e clama para que os maridos lutassem pelos filhos, pela esposa e pela casa. Nossas famílias também precisam ser reconstruídas para que possam servir ao Senhor. Sempre existirá uma ou outra área que iremos necessitar de ajuda. O segredo é que cada membro da família apoie ao outro e assim todos lutem juntos por uma família saudável. Todos sabemos que Neemias alcançou uma grande vitória. Essa promessa é para você também!

ORE


Senhor, dá-me força para buscar ajuda em ti, de tal forma que a minha família seja bênção para os povos da terra. Reconstrua as áreas que estão vulneráveis. Em Cristo. Amém
.

Proteção Básica | Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social

Proteção Básica | Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social