30 de jan de 2011

Casais inteligentes crescem juntos!



Casais inteligentes crescem juntos!
"Casamento é um espaço para o crescimento".

Pr. Josué Gonçalves

Por que algumas pessoas depois que se casam, param de crescer nas múltiplas áreas da vida? Já ouvi maridos e esposas dizendo: O casamento não fez bem para mim, eu mudei para pior depois destes anos de vida conjugal. Se você é casado (a), tire um tempo para fazer um balanço, um inventário do seu casamento. Pegue as fotografias que são registros de como éramos e de como somos hoje.  Pergunte para você mesmo: "O casamento está sendo um espaço para o nosso crescimento?" A fim de lhe ajudar, responda estas perguntas: Seu cônjuge hoje é mais sensível, amoroso, gentil, cordato, feliz, visionário, generoso, carinhoso, atencioso, prestativo, solidário, altruísta do por sua causa? Ele (a) tem sido melhor amigo (a), pai ou mãe, irmão (ã), filho (a) em função da sua influência? Os dois melhoraram ou pioraram com o casamento?
    Quando Deus planejou o casamento e a família, o fez para que o mesmo fosse um espaço para todos crescerem:

"E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra". 7

Veja como os verbos frutificar, multiplicar, encher e dominar fala de crescimento, progresso, prosperidade e enriquecimento. Crescimento deve ser um dos principais propósitos do casamento.
        O que é necessário para que haja crescimento pessoal através do casamento? Há um texto em Gênesis, que mostra como o casal pode experimentar "crescimento" na vivência matrimonial.

"(v.1) Ora disse o Senhor a Abrão: 'Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, e vai para a terra que te mostrarei'. (v.2) 'de ti farei uma grande nação, e te abençoarei e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção: (v.3)  abençoarei os que o abençoarem e amaldiçoarei os que o amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra'".

Deus estava mostrando para Abraão quais eram as condições para que ele alcançasse um nível de sucesso que iria marcar gerações. Nenhum outro homem alcançou reconhecimento na história das religiões como Abraão. O seu nome é reverenciado pelas três maiores religiões do mundo, os judeus, os cristãos e os mulçumanos. Foi o próprio Deus quem disse: "Tornarei famoso o teu nome...", isso faz parte do crescimento. Se você quer crescer neste terreno fértil que Deus te colocou, então veja o que a Palavra do Senhor está dizendo:
        "Sai da tua terra..." O crescimento depende do quanto estamos prontos para as mudanças radicais necessárias. Abraão estava bem instalado em Ur dos Cadeus,2 porém, quem deseja crescer alcançando uma vida marcada pela excelência, precisa aceitar o desafio de sair da zona de conforto e isso implica em se desinstalar. Além da mudança geográfica, era necessário haver em Abraão uma mudança de mentalidade. As mudanças externas são conseqüências das mudanças internas, na mente.
Outro fator determinante é que toda mudança significativa requer coragem misturada com fé. Há uma frase que sempre uso nos meus seminários: "O sucesso é para aqueles que não têm medo de assumir o risco do fracasso". Qualquer casal que decidir abandonar a terra da mediocridade, da insignificância, da pequenez e do condicionamento, terá que superar o medo e se lançar numa aventura de fé, como fez Abraão. O medo pode se tornar o principal limitador do crescimento de qualquer pessoa. Se Abraão olhasse para as suas limitações e desse ouvido aos pessimistas que sempre estão de plantão, ele não teria chegado aonde chegou e galgado uma posição de relevância na história do povo de Deus. Tenha sempre isso em sua mente, Deus nos criou para a grandeza e não para a mediocridade. Esteja sempre aberto para as mudanças que forem necessárias. Não digo isso para todos os casais, mas às vezes mudar de casa, de cidade, de empresa ou até mesmo de profissão, se a que você esta exercendo não é aquela que se ajusta com a sua vocação, mudar pode levá-lo (a) à um crescimento surpreendente. De repente onde você está não há mais espaço para você ir além do que já foi conquistado. Quero me adiantar em relação aqueles que estão pensando na mudança de "parceiro (a)" conjugal. Esta mudança nunca esteve no plano original de Deus, isto porque a vontade dele é que os dois se tornem facilitadores do crescimento um do outro.
Quando eu e a minha esposa Rousemary olhamos para trás, para avaliarmos o nosso crescimento, concluímos que o grande segredo para termos chegado aonde chegamos e conquistar o que conquistamos, foi a nossa permanente busca de algo sempre maior e melhor, dizendo não ao espírito de comodismo que por vezes quer nos dominar. O nosso lema é: "Agradecido sempre, mas conformado nunca!" Não importa quanto tempo já passou, você pode fazer do seu casamento um espaço para o seu crescimento, pois está escrito em Eclesiastes que há uma grande vantagem em ser "dois" e o "cordão de três dobras" não se quebra com facilidade.3  O segredo é um ser o facilitador do crescimento do outro. Responda com sinceridade: - Você tem sido o (a) facilitador (a) do crescimento do seu cônjuge? Você sempre esteve aberto (a) para as mudanças necessárias? Você é uma pessoa que não se deixa vencer pelo espírito do conformismo? Você se inspira no sucesso de alguém para nunca parar de crescer?  Numa avaliação sincera, seu crescimento está sendo expressivo? Você é uma pessoa de atitude? Após responder essas perguntas, converse com o seu cônjuge e tome a decisão de começar alguma mudança relevante a partir de hoje.
"Sai... da tua parentela..." Algumas pessoas podem atrapalhar o seu crescimento e comprometer aquilo que Deus tem para sua vida. A princípio, Abrão não entendeu o que Deus estava dizendo, por isso ele levou consigo o seu sobrinho Ló. 3  Observe que durante o tempo que Ló esteve com Abrão, ele foi o grande impedimento. Guarde isso, uma pessoa pode comprometer o seu crescimento por muito tempo. Uma secretária do lar, um funcionário na empresa, um "sobrinho" em casa, um amigo que exerce muita influência, um irmão, um cunhado, um (a) sócio (a), etc. O meu amigo, pastor José Maria, sempre diz: "Não dê carona para quem está fugindo de Deus, pode ser um Jonas atraindo tempestade para o seu barco". 5 Não reclame daquilo que você tolera, disse Mike Murdoque. Uma única pessoa, Jonas - "atrasou a viagem" de uma multidão e provocou um prejuízo enorme, veja o que texto bíblico diz:

"...fez no mar uma grande tempestade, e o navio estava a ponto de se despedaçar. Então os marinheiros, cheios de medo, clamavam cada um ao seu deus, e lançavam ao mar a carga, que estava no navio, para o aliviarem do peso dela. Jonas, porém, havia descido ao porão, e se deitado; e dormia profundamente".6 (grifo do autor)

Geralmente, a pessoa-problema tem uma marca característica, a indiferença, "...dormia profundamente". É impressionante, todos estavam lutando para resolver o problema, menos Jonas, a causa. Qual foi a solução? Primeiro buscaram saber por causa de quem tudo aquilo estava acontecendo7. Quando encontraram quem era a causa do problema, oraram, e "...levantaram a Jonas e o lançaram ao mar; e cessou o mar da sua fúria".8 Infelizmente muitas pessoas, por causa de um sentimento de pena, dó e medo, não mexem com aquele (a) que é o (a) causador (a) do atraso, do prejuízo, da falta de crescimento. Agora veja o que aconteceu com Abrão em relação ao seu sobrinho Ló:

"Disse o Senhor a Abrão, depois que Ló se separou dele: Ergue os olhos e olha desde onde estás para o norte, para o sul, para o oriente e para o ocidente, porque toda essa terra que vês, eu ta darei, a ti e à tua descendência, para sempre". 9
 
Foi necessário Ló separar-se de Abrão para que Deus pudesse mostrar o que estava reservado para ele como conquista. Existe situações na vida que exigem que tomemos uma decisão radical, mesmo que isso gere uma crise temporária. Não tenha medo de lançar o seu "Jonas" no mar, porque para cada "Jonas" Deus sempre tem um peixe grande para conduzi-lo ao lugar certo. Pelo contrário, não reclame daquilo que você tolera.
"Sai... da casa de teu pai..." Será que os pais podem ser um limitador do crescimento dos filhos? Se Deus impediu que Abrão levasse seus pais consigo, é porque isso poderia de alguma forma atrapalhar os propósitos de Deus para a dele. Fazendo uma conexão entre dois textos, há uma semelhança na resposta que Jesus dá aos fariseus quando foi perguntado sobre o divórcio:

"Não tendes lido que o Criador desde o princípio os fez homem e mulher, e que disse: Por esta causa deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne?"10

Alguns filhos, depois que se casam, não conseguem progredir como deveriam, porque não foram capazes de cortar o cordão umbilical de dependência dos pais.
        Aprendendo com a águia.
        A forma como a águia trata os filhotes quando chega o momento de eles começarem a voar, nos ensina uma grande lição. Os pesquisadores dizem que quando os filhotes chegam no tempo de aprender a voar, a águia-mãe destrói o ninho que é sempre construído em uma rocha, num lugar muito alto. Depois de ter destruído o ninho, ela empurra os filhotes despenhadeiro abaixo, e fica atenta, porque se eles não conseguirem voar, então ela da um mergulho a fim de salva-los de uma tragédia fatal. Apesar de ser uma maneira dura e radical de treinar os filhotes, é assim que os nossos filhos "aprendem a vencer na vida", quando os tiramos do lugar de conforto, para que eles aprendam a voar e atingir patamares elevados na vida.

No casamento é imprescindível que homem e mulher "deixem" pai e mãe para unirem-se um ao outro até que a morte os separe.10 Você conhece o ditado popular que diz: "Ninguém cresce na sombra". Quantos casais moram literalmente na casa dos pais e isso tem sido a causa maior da estagnação. Sempre que faço um aconselhamento pré-conjugal, oriento os jovens a não morar com os pais, pois isto impede o crescimento dos dois nas múltiplas áreas da vida.
Quando me casei, logo no início da caminhada, passei por um tempo de crise financeira. Houve dias que não tínhamos o dinheiro da passagem do ônibus para irmos à igreja, íamos a pé, mas não aceitamos viver na dependência das ajudas que poderiam vir da casa da nossa família, da igreja, da assistência social, etc. Enquanto não se abria uma porta de emprego em uma empresa, fiz de tudo que alguém pode fazer no trabalho informal: vendi refrigerante em feira de automóvel, fiz serviço de pedreiro, vendi livros, tapetes que a minha esposa pintava, artesanatos, etc. Os casais que vencem na vida são aqueles que não aceitam comer o pão da preguiça usando os pais como "tábua de salvação" sempre.
Se você é pai, nunca seja o limitador do crescimento dos filhos. Pais super-protetores não treinam seus filhos para vencer na vida. Pais que como a águia, destroem o ninho no tempo em que os filhos devem começar a aprender a "voar", estes formam filhos vencedores. Lembre-se, não existe crescimento sem dor!!! O casamento e a família precisam ser um espaço para o crescimento. É neste espaço que Deus quer fazer de cada um uma bênção, engrandecendo o seu nome, como fez com Abrão.
________________
1)   Gênesis 12:1-3
2)   Gênesis 11:28
3)   Eclesiastes 4:9-12
4)   Gênesis 12:5
5)   Jonas 1:1-17
6)   Jonas 1:4,5
7)   Jonas 1:7
8)   Jonas 1:15
9)   Gênesis 13:14-15
10)       Gênesis 2:24,25

28 de jan de 2011

ARCA DE ONTEM… ARCA DE HOJE



Faze para ti uma arca… entrarás na arca, tu e os teus filhos, tua mulher e as mulheres de teus filhos contigo… Assim fez Noé
(Gênesis 6:14-22).

 Nos países cristãos, a maioria das pessoas conhece a passagem bíblica relativa ao Dilúvio. Existem também registros de diversos povos da antiguidade sobre esse fato. A Bíblia declara que a impiedade da raça humana atingiu um nível tão alarmante que Deus não pôde mais tolerar e teve de executar o julgamento. Apenas Noé “achou graça aos olhos do Senhor” (v. 8). Por quê? Por natureza, ele não era diferente de nenhuma outra pessoa. Mas “Noé andava com Deus” (v. 9). Ele buscava a vontade de Deus e a presença dEle.

Noé obedeceu quando Deus o mandou construir a arca. Ele, sua família e cada espécie animal seriam salvos do julgamento através desse meio. Noé creu em Deus e provou sua fé construindo a arca, a qual era um “sermão” visível para seus contemporâneos. Contudo, somente oito pessoas foram salvas na ocasião: Noé e sua esposa, seus três filhos e suas três noras (Gênesis 6-8; Hebreus 11:7; 1 Pedro 3:20).
O próprio Senhor Jesus usou o exemplo de Noé para mostrar como o julgamento divino vai se derramar sobre a terra no futuro (Lucas 17:26-27). Novamente a impiedade humana será julgada. Enquanto esse dia não chega, o Salvador ordena a todos “que vos reconcilieis com Deus” (2 Coríntios 5:20).
Na atualidade, o próprio Senhor Jesus é a arca da salvação. Por meio dEle, nós podemos escapar “da ira futura” (1 Tessalonicenses 1:10). O julgamento virá inexoravelmente. Essa é a razão pela qual é vital obedecer ao chamado divino ao arrependimento e à conversão. Além de ser o único meio de escaparmos da ira vindoura, é também o único meio de conhecermos a Deus.

Carinho e Amor
Fernanda
Fonte: http://www.apaz.com.br/todo_dia/2011/Janeiro26.html

27 de jan de 2011

DISCIPLINA NA CONGREGAÇÃO

Quinta-feira 27 Janeiro
Geralmente se ouve que há entre vós fornicação… Estais ensoberbecidos, e nem ao menos vos entristecestes
(1 Coríntios 5:1-2).
A total indiferença dos coríntios afligia Paulo porque demonstrava a falta de consciência deles. Até o santo menos instruído, se espiritual, lamentaria a situação. Um caso de tão flagrante impiedade na congregação certamente teria de levar a uma profunda análise da parte de todos. Quando isso acontece, surge a oportunidade para cada indivíduo esquadrinhar a própria vida. Será que o culpado foi procurado pelos irmãos, foi objeto de oração e viu exemplos piedosos? Quantos casos de disciplina extrema são necessários por causa da negligência a essas coisas?
Em qual espírito agiremos? Fica cristalinamente claro que a assembléia não deve ter um espírito crítico e julgador, e que a única coisa que tem de ser buscada é a honra do Senhor. A congregação não tem de ser arrastada para as particularidades de cada caso. Uns poucos irmãos que tenham a confiança dos santos podem se incumbir da questão. Se os relatos se provarem verdadeiros e a pessoa que cometeu o pecado não quiser se arrepender, então os irmãos informarão à igreja que tal indivíduo é ímpio e que deve ser afastado (v. 13). Se ocupar com o mal, mesmo quando isso é preciso, produz aviltamento e quantos menos se envolverem com isso melhor!
O coração dos que são realmente quebrantados se encherá de amor pelo transgressor. Eles terão o mesmo amor que Deus tem quando nos castiga, um amor que se condói enquanto golpeia. Lidar com o mal é uma função sacerdotal e hoje os santos frequentemente se esquecem de suas funções sacerdotais. À medida que os santos permanecem na comunhão com Deus, eles terão a orientação e o poder necessários para cumprirem as suas funções para com Deus e com os homens.

Carinho e Amor !!!!
Fernanda.
Fonte: http://www.apaz.com.br/todo_dia.html

26 de jan de 2011

Verdadeira Beleza de uma Mulher


 

Ficamos fascinados com a beleza. Há competições de todos os tipos para determinar quem é a mulher mais bela de todas. Os anunciantes gastam fortunas para promover produtos cosméticos. As mulheres gastam enormes quantidades de dinheiro com maquiagem,roupas de moda, jóias.
No entanto, apesar de toda essa atenção, o que é verdade sobre a beleza da mulher? O que a torna realmente atraente? Muitas mulheres não se sentem atraentes porque não se ajustam a determinada imagem que desejam ter. Outras ficam frustradas quando tentam fazer que alguém note como elas são atraentes.
Nenhum cientista foi capaz de fazer uma mulher.Mas Deus fez algumas mulheres maravilhosas. E, de acordo com o Senhor, você não tem de se parecer com as mulheres do comerciais para ser bela. Ninguém tem 20 anos para sempre.
COMECE A APRECIAR A SI MESMA
Precisamos aprender a agradecer a Deus porquem somos. Não seja uma mulher tola que assisti a televisão e chora porque não se parece com a mocinha da novela. Você não foi feita para se parecer com ela. Portanto, sinta-se encorajada: Deus enviará alguém que a apreciará do jeito que você é.
Comece a apreciar-se. Lembre-se: 'Sou valiosa para Deus.Sou alguém. Não permitirei que ninguém me use,abuse de mim ou me trate como se eu não fosse nada. É verdade que enfrentei alguns períodos difíceis.
A Sociedade ensina que você conseguirá o homem certo se tiver o cabelo certo, o rosto certo,o corpo certo, a roupa certa e o carro certo..( tem um comercial na televisão que fala sobre isso...).Mas sabemos que não é verdade.A vida não é um conto de fadas. Se uma mulher souber quem é em seu intimo, independente de sua aparência, não terá problema em aparecer atraente para um homem.Se ela conhecer seu valor pessoal, quando se apresentar diante desse homem, ele a acolherá.
Adornada no íntimo
O inimigo quer que você foque tanto sua aparência exterior a ponto de não reconhecer sua beleza interior. Seu valor não pode ser comprado, aplicado.Para os homens, sua força interior é maior que meros assessórios e adornos externos. Você precisa reconhecer que Deus pôs isso em você. Quando Deus fez a mulher, não decorou só a parte externa.Também decorou seu íntimo.Embelezou o espírito da mulher.
As escrituras falam sobre não ter adornos externos de ouro e sobre não usar trajes caros. E a igreja (algumas) pegou essa passagem e a transformou em doutrina legal. Declarou que não poderia haver jóias,nem maquiagem.Bom, o Senhor disse que ele adornaria a mulher no intimo.
VOCÊ É REALMENTE BELA
Deus está adornando você com gloria, poder e majestade. Ele enviará a sua vida pessoas que apreciem sua real beleza, sua real essência. Esse é o tipo de beleza que perdura apesar do rosto cheio de rugas, dos cabelos grisalhos, dos pés chato e de tudo o que possa parecer em seu caminho. Deus está embelezando você em seu íntimo. Ele está pondo a gloria que brilhará através de seus olhos.
Você é uma magnifica obra de arte. Aprecie os ornamentos de Deus. Permita que o Senhor de a você uma nova atitude. Permita que ele retire de seu espírito tudo que se opõe a ele. Deixe toda raiva,frustração, amargura e todo o ódio.
A Beleza vem de muitas maneiras. Entretanto, a verdadeira beleza é sempre a interior.Talvez você tenha medo do passado.Talvez se ache indigna e pouco atraente. Deus criou uma bela obra de arte um dia. Essa obra é você.


Carinho e Amor
Fernanda Abreu
 Fonte: mulher-virtuosa@yahoogrupos.com.br;


 

24 de jan de 2011

Rumo ao céu



Rose Guglielminetti e Gerson Rueda 

O local não importa muito. Mas as pessoas que integram os grupos pequenos esperam com ansiedade pela próxima reunião. Sentados ou em pé, os encontros falam do amor e cuidado de Deus pelos seus filhos. A oração, os louvores e os testemunhos não apenas testificam da grandeza do Senhor, como consolam e dão esperança àqueles que precisam.

“Esta reunião é específica e acontece em um ambiente descontraído, em que a pessoa tem a oportunidade de aprender e esclarecer suas dúvidas, discutir um versículo, ouvir e esclarecer pontos de vista. Proporcionam comunhão e relacionamento de amizade entre as pessoas”, diz Gerson Rueda, membro da Junta lo-al e participante de um grupo há vários anos.

A cada encontro, o grupo se fortalece e torna-se uma “casa, um lugar acolhedor, lugar de refrigério, um oásis no meio do deserto”. Isso ocorre porque são em reuniões como essas que as pessoas pedem orações, compartilham sobre os seus sofrimentos e ganham parceiros de oração.

A dor é dividida.

“Passa a ser uma verdadeira comunidade movida pelo Espírito Santo. O grupo pequeno serve como uma cerca de proteção e acolhimento, pois torna-se uma forma específica de cuidado do rebanho”, argumenta Rueda.

Se por um lado, as reuniões promovem crescimento espiritual para os que já são convertidos, por outro lado, são ótimas oportunidades de evangelismo. Isso porque o ambiente descontraído torna-se um atrativo para que uma pessoa, que não vai a uma igreja por preconceito, vá a uma reunião gostosa  na casa de seu amigo ou vizinho.

E ali ela encontra a mais rica oportunidade de sua vida.

Outra certeza é a de que ninguém sai de uma reunião de GP sem sentir a presença de Deus. Rueda ressalta:“saio dali de algum modo melhor do que entrei, porque aprendi lições de valor”.

Se você  ainda não participa de um grupo pequeno, com certeza, há um grupo de irmãos aí perto do seu trabalho ou de sua casa  que se reúne uma vez por semana para adorar ao Senhor. A igreja Central tem 70 grupos. Inicie o ano de forma diferente.

Una-se a um destes irmãos e cresça no conhecimento de Deus.

Fonte: http://www.nazareno.com.br/site/editorial/2011/01/rumo_ao_ceu
 
Carinho e amor
Fernanda Abreu Ferreira e Fernando Paulo Ferreira.

23 de jan de 2011

UMA CASA ETERNA




Domingo 23 Janeiro
Jesus Cristo é a principal pedra da esquina; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor. No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito
(Efésios 2:20-22).


Tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, a casa de Deus era um edifício muito grande e espaçoso. A primeira menção a ela está em Gênesis 28; a última, em Apocalipse 21. Do primeiro ao último livro, da presente criação que agora conhecemos aos novos céus e nova terra na eternidade, a casa de Deus é um dos objetos imutáveis na mente de Deus.
Qual é o grande propósito que Deus tem ao habitar entre os seres humanos? Em primeiro lugar, é para que Deus possa ser conhecido como Aquele que abençoa. E, ao sermos abençoados, é para que Deus seja louvado e temido. Esses são os dois principais objetivos relacionados à Casa de Deus.
Em 2 Crônicas 6 vemos o desígnio de Deus e a responsabilidade do homem revelados na dedicação do templo construído por Salomão. Primeiro vemos que o templo era o lugar onde Deus Se apresentaria para abençoar Seu povo. O rei, representando a atitude de Deus para com os homens, “abençoou a toda a congregação de Israel” (v. 3). Além disso, o rei declara publicamente a fidelidade de Deus à Palavra dEle: “Assim confirmou o Senhor a sua palavra, que falou” (v. 10, 4 e 15).
Em relação à responsabilidade e privilégios humanos, vemos que o templo de Salomão se tornou a porta do céu. Nove vezes o rei pediu que as orações feitas naquele lugar fossem ouvidas no céu (vv. 21-40). Por fim, a casa que Salomão edificou seria uma testemunha para todas as nações da terra, como ele diz no versículo 33: “Que todos os povos da terra conheçam o teu nome, e te temam, como o teu povo Israel; e a fim de saberem que pelo teu nome é chamada esta casa que edifiquei”.

Carinho e amor
Fernanda
Fonte:  http://www.apaz.com.br/todo_dia.html

20 de jan de 2011

A SEMENTE NA TERRA BOA



Quinta-feira 20 Janeiro

E outra caiu em boa terra, e, nascida, produziu fruto, a cento por um… E a que caiu em boa terra, esses são os que, ouvindo a palavra, a conservam num coração honesto e bom, e dão fruto com perseverança
(Lucas 8:8,15).
O bom solo não foi pisoteado; não há camada rochosa embaixo da terra, nem proliferam as ervas daninhas. Qual é a explicação para tal fenômeno? Não há um bom solo sem uma preparação adequada. Foi necessário aragem!
Quem fez o tratamento espiritual necessário antes que Palavra pudesse ser recebida? Em primeiro lugar, o Espírito Santo. Assim como Ele prepara a alma de uma pessoa não convertida, Ele também produz nos crentes a energia para que recebam a Palavra de Deus em seu coração.
Porém, nós também somos responsáveis pelo adequado preparo de nosso próprio coração. Temos de ser genuinamente sinceros em primeiro lugar. Temos de remover todas as formas de injustiça de nosso proceder, em especial a hipocrisia e o auto-engano. Esses são tremendos obstáculos para que a Palavra penetre em nós.
Além disso, nosso coração tem de ser “bom”. Se estivermos envolvidos com atividades inúteis, desnecessárias ou más, ficaremos surdos à Palavra de Deus.
Por fim, temos de “guardar” a Palavra e não permitir que os pássaros (os demônios) a impeça de fincar raízes. Mesmo quando não entendermos algo, podemos seguir o exemplo de Maria, a qual “guardava todas estas coisas, conferindo-as em seu coração” (Lucas 2:19). É nesse solo que os frutos vicejam – frutos permanentes por toda a eternidade!

Carinho e amor
Fernanda
Fonte: http://www.apaz.com.br/todo_dia.html

19 de jan de 2011

A SEMENTE ENTRE ESPINHOS



Quarta-feira 19 Janeiro
E outra caiu entre espinhos e crescendo com ela os espinhos, a sufocaram
(Lucas 8:7).
Após nos advertir sobre não endurecermos o coração para a Palavra de Deus e nem recebê-la superficialmente, o Senhor nos mostra hoje como as influências mundanas e materiais podem abafar a mensagem divina. A boa semente e a semente dos espinhos crescem bem próximas uma da outra. Mas quem cresce mais rápido: as plantas úteis ou as ervas daninhas? Infelizmente, as daninhas.
Essa situação é reproduzida em nosso coração. Estamos ocupados com tantas coisas aparentemente importantes e benéficas que não há lugar para o mais essencial: a Palavra de Deus. O Senhor Jesus nos deu vários exemplos disso: cuidados desta vida, riquezas e prazeres.
Cuidados. Como Marta, estamos ansiosos e afadigados com muitas coisas (Lucas 10:41). Nossos pensamentos estão constantemente direcionados ao trabalho e a tudo o que nos interessa. Precisamos distinguir entre estarmos ocupados com nossas tarefas e estarmos ocupados de nossas tarefas!
Riquezas. Aqui também precisamos distinguir entre fazer provisões sábias e lutar por grandes coisas. Uma vez que sejamos subjugados pelo desejo de ajuntar riquezas, jamais ficaremos satisfeitos. Iremos querer cada vez mais e mais.
Prazeres. Nossa necessidade natural de relaxamento pode descambar para a busca desmesurada de prazer. Com o que temos nos ocupado durante nosso tempo livre?
Em cada caso acima não há lugar para a Palavra de Deus em nosso coração.
Podemos até ouvi-la e meditar nela por um instante, porém nunca teremos a energia nem o desejo sincero de praticá-la!

Carinho e amor
Fernanda.
Fonte:  http://www.apaz.com.br/todo_dia.html


14 de jan de 2011

Considerar Bom?




Podemos realmente determinar se as circunstâncias da vida são boas ou más?

Por exemplo, seu carro quebra bem na hora de sair com a família em viagem. No entanto, quando você leva o carro para a oficina, o mecânico diz: “Foi bom não ter saído com isto na estrada. Poderia ter incendidado.” Será que isso é mau, pela inconveniência, ou bom pela proteção de Deus?

Ou, talvez, sua filha decide ter interesses diferentes dos seus. Você gostaria que ela praticasse um esporte na escola, mas ela preferiu cantar e tocar um instrumento. Você se sente frustrado, mas ela se sobressai e termina recebendo uma bolsa de estudos em música. Será que isso é mau, por que seus sonhos para ela não se realizaram, ou bom, porque Deus a dirigiu de maneira que você não poderia ter previsto?

Algumas vezes é difícil perceber como Deus está trabalhando. Seus mistérios nem sempre nos revelam os segredos de Deus, e muitas vezes o curso de nossa jornada é alterado por desvios impossíveis de evitar. Pode ser que o Pai esteja nos mostrando uma direção melhor.

Para termos a certeza de que aquilo que nos parece mau venha a nos beneficiar, precisamos reconhecer e confiar no amor imutável de Deus (Salmo 13:5). No final, seremos capazes de dizer: “Cantarei ao Senhor, porquanto me tem feito muito bem” (Salmo 13:6).

Podemos ser incapazes de controlar acontecimentos, mas capazes de controlar nossas atitudes.

Carinho e amor

Fernanda.

Fonte: http://ministeriosrbc.org/2011/01/14/considerar-bom/

13 de jan de 2011

Perdão, o caminho para o Pai





Perdão, o caminho para o pai
Autor(a): Pr Marcio Valadão

GÊNESIS 33.1-20

... no passo do gado que me vai à frente e no passo dos meninos.
(Gn 33.14.)


"Já não te chamarás Jacó, e sim Israel",
Fora-lhe dito isto pelo anjo Emanuel.
Jacó lutara com Deus, lutara e prevalecera:
Sua bênção já em suas mãos
Era tão grande, maior do que ele imaginara,
Seu caráter Deus mudara!

Em sua coxa tocara. E, agora,
Ao andar, para caminhar teria de se apoiar.
Um bordão em sua mão
O faria sempre lembrar
Seu novo nome: Israel! Era príncipe de Deus!
Seu alvo agora era o céu!

Logo encontra Esaú, e com ele acerta as contas:
Pede perdão com seu beijo, seu abraço fraternal.
E a presença celestial do mesmo Deus de Abraão
Lhes enche o coração.

E choram, se perdoam quando se encontram.
Esaú tem seus soldados:
São quatrocentos valentes, armados até os dentes,
Que vieram para lutar.

Mas com o perdão, não há morte,
O amor só indica o norte da bondade do Senhor!
E os soldados? Esaú oferece para proteção a Israel,
Sua família, seus ? Filhos, na terra de leite e mel,
Até chegar a Isaque.
Mas Jacó diz ao irmão:
"Podes partir com teu exército,
Voltar para o teu deserto.

Obrigado, meu irmão!"
Vou em caminho, devagar,
No passo das tenras crianças,
Parando pelo caminho, a paisagem admirando,
Aos pequeninos ensinando
À casa do Pai vou chegar,
Lá eu quero te encontrar!"

Pai, quero, no caminho para a terra prometida, oferecer perdão
aos que me maltrataram e pedir perdão àqueles a quem
ofendi. Ajuda-me a ter um coração perdoador.

Amém.

Carinho e amor
Fernanda.
Fonte: http://www.josuegoncalves.com.br/portal/

10 de jan de 2011

Chamados por Deus


Uma das pessoas mais inteligentes que conheço é um amigo que se tornou cristão quando estudava numa universidade estadual. Formou-se com honras e foi estudar em um conceituado seminário. Após servir como pastor em uma pequena igreja por vários anos, aceitou um chamado para outra igreja pequena, longe da família e dos amigos. Após 12 anos naquela igreja, sentiu que a congregação precisava de nova liderança, e deixou sua posição. Não havia recebido oferta de trabalho em outra igreja maior, ou um convite para lecionar em alguma faculdade ou seminário. Na realidade, nem mesmo tinha outro emprego. Sabia apenas que Deus o guiava em uma direção diferente, então seguiu em frente.

Ao discutirmos o assunto, meu amigo disse: “Muitas pessoas falam a respeito de ser chamados para realizar algo, mas não ouço muito sobre ser chamado a parar de realizar.”

De várias maneiras, a obediência de meu amigo era como a de Abraão — patriarca de Israel, que saiu sem saber para onde Deus o guiava (Hebreus 11:8-10). Dificuldades como fome (Gênesis 12:10), medo (vv.11-20) e disputas familiares (13:8) deram motivo para dúvidas, mas Abraão perseverou, e por sua fé Deus o considerou justo (Gálatas 3:6).

Uma vida de obediência pode não ser fácil, mas será abençoada (Lucas 11:28).

Você não precisa saber para onde está indo se souber que Deus o está guiando.

Carinho e amor

Fernanda.

Fonte: http://ministeriosrbc.org/2011/01/10/chamados-por-deus/

8 de jan de 2011

Prova de Fogo: Nunca Deixe seu Amor para Trás



Esta livro repete o sucesso do filme Prova de Fogo, ele conta a história de Caleb Holt, um excelente bombeiro que vem enfrentando dificuldades em sua vida conjugal.

Com uma riqueza de detalhes, em Prova de Fogo descobrimos como Caleb e Catherine se conheceram e qual o papel do pai da Catherine nesse processo. Acompanhamos uma experiência marcante de Caleb enquanto recruta, o que influenciou profundamente a amizade entre o casal.

Além disso, temos uma visão ampla e profunda do que se passa na mente de cada personagem, entendendo o ponto de vista de cada um de maneira profunda.

  • Editora: BV Films
  • Autor: ERIC WILSON
  • ISBN: 9788561411145
  • Origem: Nacional
  • Ano: 2009
  • Edição: 1
  • Número de páginas: 364
  • Acabamento: Brochura
  • Formato: Médio
Carinho e amor
Fernanda Abreu

7 de jan de 2011

A invencível verdade de Deus. – M. Lloyd-Jones



Devemos despojar-nos deste espírito de covardia, deste orgulho disfarçado, deste complexo de inferioridade, desta tendência de pedir desculpas pela Palavra de Deus e Sua bendita Verdade. ... Devemos ter confiança e segurança! Em que? Na Bíblia como a Palavra de Deus. Por que? Porque é a Palavra de Deus, porque é a revelação de Deus; porque não se trata de teorias e idéias humanas a respeito da verdade. ... É o que o Deus Vivo revelou aos homens ... e lhes ordenou que pregassem. (Martinho Lutero) expressa esta verdade nestes termos: «A filosofia ocupa-se daquilo que pode ser conhecido pela razão humana. A teologia ocupa-se daquilo em que 'se crê', daquilo que é apreendido pela fé.»

Esta é a Palavra de Deus, a Verdade de Deus, É proveniente do Céu, e não dos homens e, portanto, é invencível. Devemos aprender a dizer o que (Paulo) disse na Epístola aos Gaiatas, capítulo primeiro. ... «Admirá-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo, para outro evangelho; o qual não é outro, senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo.» «Faço-vos, porém, saber, irmãos, que o evangelho por mim anunciado não é segundo o homem; porque eu não o recebi, nem o aprendi de homem algum, mas mediante revelação de Jesus Cristo.»

Aos coríntios e a outros ele diz: «Uma dispensação do evangelho me foi confiada.» Esta era sua posição, e deve ser a nossa. Esta é a Palavra de Deus! É a Revelação! É infalível porque é de Deus! Esta é a primeira arma para a nossa guerra. Ela deve ser proclamada; não é para ser defendida, mas proclamada; para ser anunciada com santa ousadia; para ser «declarada» aos homens. Não precisamos de «diálogos»; precisamos de «declarações».
The Weapons of our Warfare, p. .20,1

Carinho e amor
Fernanda.
Fonte: http://www.martynlloyd-jones.com/2010/12/invencivel-verdade-de-deus-m-lloyd.html

6 de jan de 2011

Envolva-se


No sul da Flórida, uma casa foi severamente danificada durante o Furacão Andrew, em 1992. A proprietária recebeu uma cobertura do seguro e iniciou a reconstrução. Mas a firma contratada se foi quando o dinheiro acabou, deixando uma casa inacabada, sem eletricidade. Durante 15 anos, Norena sobreviveu com uma geladeira minúscula, apenas, e algumas lâmpadas conectadas às extensões. Surpreendentemente, seus vizinhos não pareciam perceber seu dilema. Então, agindo através de uma informação, o prefeito se envolveu e contatou um empreiteiro eletricista que dentro de poucas horas, restaurou a energia em sua casa.

Quando Jesus se encontrou com a mulher samaritana no poço (João 4), envolveu-se em sua vida e lhe falou sobre sua necessidade de força espiritual. Ele estabeleceu afinidade com ela (água, v.7) e despertou seu interesse espiritual e curiosidade (vv.9-14). Jesus foi misericordioso e sensível ao confrontar o pecado dela (vv.16-19) e manteve a conversa centrada na questão principal (vv.21-24). Em seguida, confrontou-a diretamente com quem Ele era como o Messias (v.26). Como resultado, a mulher e muitos outros samaritanos creram nele (vv.39-42).

Envolvamo-nos com a vida de outras pessoas, falando-lhes sobre Jesus. Ele é a única fonte de poder espiritual, e satisfaz nossos mais profundos anseios.

Uma fé digna, também é digna para ser compartilhada.

Carinho e amor

Fernanda.

5 de jan de 2011

Leão de Juda.

Os leões preguiçosos da reserva de caça Masai Mara do Quênia pareciam inofensivos. Rolavam de costas por entre os arbustos rasteiros. Esfregavam suas caras nos galhos como se estivessem tentando pentear suas jubas magnificentes. Bebiam despreocupadamente em um riacho. Caminhavam vagarosamente pelos campos secos e ressequidos como se tivessem todo o tempo do mundo. A única vez em que vi seus dentes foi quando um deles bocejou.

Entretanto, essa aparência serena é enganosa. A razão de poderem estar tão à vontade é que não têm nada a temer — sem falta de alimentos e sem predadores naturais. Os leões parecem preguiçosos e indiferentes, mas são os mais fortes e ferozes animais. Um rugido faz todos os outros correrem para salvar suas vidas.

Às vezes, parece que Deus está inerte. Quando não o vemos trabalhar, concluímos que não está agindo. Ouvimos as pessoas escarnecerem de Deus e negarem Sua existência, e nos perguntamos ansiosamente, por que motivo Ele não se defende. Deus nada tem a temer “…não se espantam das suas vozes, nem se abatem pela sua multidão” (Isaías 31:4). A um rugido Seu esses difamadores sairão a correr, espalhados como roedores.

Se você questiona por que Deus não fica ansioso quando você está, saiba que Ele tem tudo sob controle. Ele sabe que Jesus, o Leão de Judá, triunfará.

Com Deus no controle, nada temos a temer.

Carinho e amor

Fernanda.

Fonte: http://ministeriosrbc.org/2011/01/05/leao-de-juda/

1 de jan de 2011

Coma muito, pague pouco.




Um hotel em Singapura lançou um serviço de buffet expresso — coma tudo o que puder em 30 minutos e pague apenas metade do preço! Depois da experiência, um hóspede relatou: “Perdi o meu decoro, enchendo a boca com mais comida a cada vez. Perdi minhas boas maneiras… e meu apetite pelo resto do dia, tão severa a minha azia.”

Algumas vezes penso que, em nossas leituras devocionais, tratamos a Palavra de Deus como um balcão de alimentos prontos. Devoramos tudo o mais depressa possível e admiramo-nos de não aprender com a experiência. Assim como o alimento físico, o alimento espiritual precisa ser mastigado! Muitos de nós, cristãos há bastante tempo, podemos tender a passar os olhos sobre versículos que já lemos muitas vezes antes. Ao agir assim, porém, perdemos o que Deus pretende nos mostrar. Temos a certeza de que isso acontece quando não aprendemos nada de novo com a passagem lida.

O desejo de Davi estava correto quando escreveu no Salmo 119:15: “Meditarei nos teus preceitos e às tuas veredas terei respeito.” Essa é a maneira de tratar a Palavra de Deus — dedicar tempo para apreciá-la em profundidade.

Jamais nos aproximemos da Bíblia como se estivéssemos indo a um buffet de restaurante! Somente ao meditarmos na Palavra de Deus, obteremos o que é de maior valor para nosso bem-estar espiritual.

Ler a Bíblia sem refletir é como comer sem mastigar.

Carinho e amor

Fernanda.

Fonte: http://ministeriosrbc.org/2011/01/01/coma-muito-pague-pouco/